Olhar Jurídico

Terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Notícias | Administrativo

sindicância

CNJ julga nesta terça reabertura de processo administrativo contra juízes de Sinop

Foto: Divulgação

CNJ julga nesta terça reabertura de processo administrativo contra juízes de Sinop
O Pleno do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julga nesta terça-feira (12) o recurso administrativo na revisão disciplinar contra os juízes Paulo Martini e Leonardo Campos da Silva Pitaluga, que eram acusados de, em substituição legal em varas da Comarca de se utilizarem do cargo para escolherem processos para serem julgados de acordo com interesses de terceiros. Atualmente, Martini permanece em Sinop e Pitaluga atua em Rondonópolis.

Leia mais
Pleno arquiva sindicância contra juiz que teria praticado abuso de autoridade

O ex-secretário de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Sinop (a 500 km ao Norte de Cuiabá), Jair Pessine, solicitou a reabertura do processo, arquivado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso em 2012.

No âmbito estadual, o então corregedor de Justiça, desembargador Márcio Vidal foi voto vencido quanto à instauração de procedimento administrativo disciplinar contra Paulo Martini. Já em relação ao juiz Leonardo Campos da Silva Pitaluga, Vidal votou pelo arquivamento.

Eles foram acusados, em representação formal na Corregedoria, de conluio e favorecer terceiros no julgamento de ações, por Jair Picini, que foi ex-secretário de Sinop, na época, da gestão de Nilson Leitão (PSDB).

Outro lado

A reportagem do Olhar Jurídico entrou em contato com o presidente da Associação Mato-grossense dos Magistrados (Amam), juiz José Arimatéa, que afirmou que a associação não foi procurada por nenhum dos magistrados e que desconhece os motivos da sindicância.

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet