Olhar Jurídico

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Eleitoral

Campanha Cidade Limpa atinge 100% dos municípios de MT

TRE-MT

05 Out 2012 - 19:08

Foto: Divulgação

Campanha Cidade Limpa atinge 100% dos municípios de MT

Campanha Cidade Limpa atinge 100% dos municípios de MT

A campanha Cidade Limpa deflagrada pelo Tribunal Regional Eleitoral chegou a 100% de adesão no Estado de Mato Grosso. Todas as 60 Zonas Eleitorais do Estado aderiram à campanha que promete punir candidatos ou qualquer pessoa que promova as chuvas de santinhos nas ruas próximas aos locais de votação.

Em todos os municípios os eleitores estão sendo conscientizados com a mensagem da campanha: “Candidato que joga santinhos na rua não respeita a sua cidade”.

A partir desta sexta-feira (05/10), faixas da campanha Cidade Limpa serão fixadas em pontos estratégicos de Cuiabá e de Várzea Grande, e nos locais de votação para que os eleitores também colaborem para a manutenção da limpeza e fiscalização dos infratores.

Em Cuiabá e Várzea Grande a fiscalização para coibir a ação dos infratores ganhará o reforço das 72 câmeras de vigilância do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) instaladas próximo de boa parte dos locais de votação.

De acordo com o juiz auxiliar da Presidência do TRE, Jorge Tadeu Rodrigues, as imagens captadas pelas câmeras do CIOSP poderão ser utilizadas como provas nos processos criminais para responsabilizar cabos eleitorais e candidatos que promoverem o derramamento de materiais gráficos de campanha pela cidade. “Os processos criminais decorrente do desrespeito à Campanha Cidade Limpa podem resultar na cassação de mandatos de candidatos”, alertou o magistrado.

Segundo o promotor de justiça de Rondonópolis, Ari Madeira Costa, os candidatos e partidos do município estão sendo alertados de que esta prática nefasta será tomada como gasto ilícito e abusivo de campanha sujeitando-os às penalidades da lei. “Fiquem cientes de que serão centenas de câmeras espalhadas pela cidade, inclusive, dos próprios candidatos e eleitores. Não basta votar, tem que fiscalizar e ter dignidade”, avisou o promotor.

O Ministério Público Eleitoral de Rondonópolis em parceria com a Justiça Eleitoral também vem desenvolvendo várias ações para garantir a tranquilidade do pleito no município. Lá, banners de lona de propaganda eleitoral serão utilizados na produção de sacolas retornáveis. Cada Zona Eleitoral elegeu a melhor forma de destinação dos materiais excedentes de campanha.

A ideia da campanha Cidade Limpa é de que todo o material de propaganda que seria jogado indiscriminadamente nas ruas e próximo dos locais de votação, tenham uma destinação ambientalmente correta.

Em eleições anteriores, na tentativa de conquistar o voto dos eleitores indecisos, os candidatos jogavam propaganda eleitoral nas ruas e porta dos locais de votação, o que acabava entupindo as bocas de lobo das cidades e poluindo o meio ambiente. Nesta eleição, a proposta da Justiça Eleitoral é de transformar o lixo pós-campanha em materiais recicláveis.

Em todo o Estado haverá postos de entrega desses materiais. No interior, a maioria das Zonas Eleitorais elegeu a sede do próprio cartório como ponto de recebimento. Em Cuiabá e Várzea Grande os materiais resultantes da campanha serão entregues no TRE e destinados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cuiabá (APAE) para serem reciclados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet