Olhar Jurídico

Terça-feira, 02 de junho de 2020

Notícias / Criminal

Riva demonstra indiferença em passar natal detido, mas afirma que "prisão não é bom para ninguém"

Da Redação - Arthur Santos da Silva

11 Dez 2015 - 19:03

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Riva demonstra indiferença em passar natal detido, mas afirma que
"Vou continuar lutando pelos meus direitos". Esta foi uma das poucas frases proferidas pelo ex-deputado estadual José Geraldo Riva, nesta sexta-feira, em mais uma audiência na Sétima Vara Criminal de Cuiabá. O político segue preso preventivamente em consequência da Operação Metástase, que investiga um desvio de aproximadamente R$ 2 milhões na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Mesmo privado de sua liberdade, Riva age com indiferença sobre a possibilidade de passar as datas comemorativas de final de ano no Centro de Custódia da Capital.

Para o ex-parlamentar, estar preso significa algo ruim independente da data. "Não faz diferença, natal, ano novo, qualquer dia, prisão você sabe que não é bom para ninguém. Mas eu tenho fé em Deus e acredito que tudo passa. Vou continuar lutando pelos meus direitos". Réu em vária ações criminais protocolizadas pelo Ministério Público, José Riva compareceu à audiência acompanhado de agentes do sistema prisional, sob olhar da magistrada Selma Rosana Arruda.

Leia mais:
Riva vê cerceamento de defesa durante depoimento e tenta anular audiências; desembargador nega


Mesmo preso pela Operação Metástase, a ocasião da mais recente declaração do político foi proferida em procedimento jurídico relacionado a Operação Ventríloquo, desencadeada pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que teve início a partir da delação premiada do advogado Joaquim Miele, que representava o banco HSBC em uma demanda contra a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Segundo o MPE, o então presidente afastado da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, José Riva, teria determinado o pagamento de uma dívida na integralidade de R$ 9,6 milhões, em face ao banco HSBC, relativa a débitos em atraso da contratação de seguros saúde para os servidores da Casa de Leis, desde que metade do montante fosse desviado

Ainda nesta sexta-feira, José Riva Comentou sobre sua internação no Hospital de Cuiabá depois de sucessivas crises de labirintite. O Político salientou, em tom irônico, que foi forçado a comparecer ao rápido tratamento clínico.

São réus no processo proveniente da Ventríloquo, além de Riva, o advogado Julio Cesar Domingues, o ex-procurador-geral da Assembléia Legislativa, Anderson Flávio de Godoi e o ex-secretário geral do mesmo órgão, Luiz Marcio Bastos Pommot.

19 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • jose ricardo
    14 Dez 2015 às 10:32

    Caro Riva, permita-me discordar do senhor. Acho que a prisão é sim uma coisa boa para aqueles que infringiram as leis. Lá eles tem bastante tempo de pensar por exemplo, que o excesso de dinheiro que o executivo repassa ao legislativo, poderia ser devolvido para a construção de hospitais, escolas, creches, postos de saúde e outras obras que salvassem a vida da população mais carente. Mas não, esse dinheiro foi destribuido aos deputados para compra de fazendas, gados, aviões e áreas de garimpo no Pará. Mas se Deus quiser o senhor vai ter muitos anos para pensar sobre isso com a calma e a concentração que só a prisão oferece.

  • Revolta
    14 Dez 2015 às 10:18

    Ana. Deixa de ser alienada. Fazer Bem para sites com dinheiro do POVO, e fazer Bem para sites para ter a midia a favor como sempre teve, nunca noticiando suas falcatruas. Fazer politica pensando em beneficios proprios, isso não é herói que quero no meu Estado. Lugar de ladrão é na cadeia e algemado. Se fosse um pai de familia qualquer que furtou Pão pra comer estaria da mesma forma e não teria ninguem para defende-lo.

  • Josu
    14 Dez 2015 às 09:08

    Ana os benefícios que ele fez nada mais que a obrigação de um deputado imagina se todos os políticos fizessem os benefícios que ele fez e acumulassem as fortunas que ele acumulou que seria de nosso pais

  • cidadão
    14 Dez 2015 às 05:42

    Sim foi o que mais fez, cometeu todo tipo de crime relacionados ao exercício de função pública. Esta política do rouba e faz é um absurdo, com certeza o custo benefício é desfavorável ao erário público. Se queres continuar sendo roubada, exponha-se sozinha, porém deixe que o resto se previna deste tipo de político. A quadrilha foi desfeita, o falso rei foi deposto. Feliz Natal quadrado.

  • Gordao
    13 Dez 2015 às 15:53

    Algema e para bandidos! Ele é bandido Ana sua puxa saco!

  • agmar gueirins
    13 Dez 2015 às 15:04

    senhor riva nao tente nos comover o amor folga com a justica . amarga colheita

  • Sandro
    13 Dez 2015 às 10:47

    Este país só terá solução o dia que o povo entender que precisa ter qualidade no voto, por exemplo, não elegendo uma pessoa várias vezes para os cargos eletivos, nem os seus parentes, senão teremos sim pessoas morrendo nas filas dos hospitais, o custo de vida mais caro para todos. Partir pra cima dos políticos e não ficar esperando que eles façam as reformas, e exigir uma reforma política séria, reforma eleitoral com as diretrizes para se amenizar as corrupções, não permitindo que as empresas doassem aos políticos para suas campanhas eleitorais, proibir a criação de novos partidos, tipificar a corrupção como crime hediondo, essa alta carga tributária é incoerente com os serviços prestados. Embora de fato eu nunca votasse no Riva, tenho a opinião se não tivesse sido inelegível pela justiça, certamente teria sido eleito mais uma vez, por isso dou os parabéns aos que defende ele aqui, ao menos são mais coerente que aqueles que metem o pau nele agora que está preso, mas votaram e votariam de novo em troca de assistencialismo antirrepublicanos! Tanto é verdade que sua filha a Janaina Riva foi eleita, além de seu e genro João Emanuel (vereador cassado).

  • Tokanguira
    13 Dez 2015 às 10:42

    Indiferente, para ele o tempo passa rápido, recordando e mentalizando o mapa dos tesouros. O pensamento dele deve ser assim: um saco ali, x terrenos ali, mais 02 sacos ali, tantos bois ali, um avião lá, etc...etc.... Indiferente!

  • ezequiel paixão
    13 Dez 2015 às 10:12

    A justiça tem que ser rápida, julgar o quanto antes o processo do riva e em seguida os demais processos para que seus direitos sejam preservados, e com certeza ele terá o que merece.

  • ANA
    13 Dez 2015 às 00:28

    PORQUE FOTO DE RIVA COM ALGEMAS, O CARA FEZ TANTO POR MATO GROSSO E PELA IMPRENSA, NÃO DEFENDO RIVA, APENAS SENDO JUSTA COM O HOMEM QUE MAIS FOI PARCEIRO DE TODOS!!! INCLUSIVE DOS SITES!!

Sitevip Internet