Olhar Jurídico

Quinta-feira, 20 de junho de 2019

Notícias / Criminal

Riva vai ao Fórum para audiência em ação por desvio de dinheiro entre 1996 e 1998 mas não depõe

Da Redação - Flávia Borges/ Arthur Santos da Silva

11 Jun 2015 - 14:51

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Riva vai ao Fórum para audiência em ação por desvio de dinheiro entre 1996 e 1998 mas não depõe
O ex-deputado estadual José Geraldo Riva compareceu na tarde desta quinta-feira (11) acompanhando depoimentos à juíza Selma Rosane de Arruda, da 7ª Vara Criminal, no Fórum de Cuiabá. A ação foi enviada à 7ª Vara Criminal pelo desembargador Pedro Sakamoto. Devido ao não comparecimento de algumas testemunhas, José Geraldo Riva não prestou depoimento. Novas audiências foram designadas para os dias 10, 17 e 28 de agosto.

Leia mais
Defesa aponta irregularidade em seqüestro de bens da família Riva e classifica ação como midiática

Sem alarde, Riva chegou algemado ao local. O processo refere-se à carta de ordem e corre em segredo de Justiça. Segundo a denúncia, os fatos ocorreram durante o período de 01 de fevereiro de 1996 e 14 de agosto de 1998, quando os denunciados, de comum acordo e se valendo das prerrogativas e facilidades inerentes aos cargos que ocupavam, apropriaram-se de dinheiro público.

“Verifica-se que Gilmar Fabris e José Geraldo Riva, atuando respectivamente como presidente e 1º secretário, durante a 13ª Legislatura, emitiram indevidamente cheques daquela Casa de Leis como pagamento de supostos fornecedores com número aproximado de 66 empresas; em verdade, essas firmas nem sempre comercializaram nos importes noticiados pelo Legislativo e desconheciam a utilização indevida de seus nomes para endossar e/ou depositar cheques junto à Madeireira Paanorte e Parasul Ltda, como forma de esconder e dissimular a apropriação indevida de recursos públicos praticados por eles".

Diante da investigação feita pela 23ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, foi comprovado que a empresa Paranorte e Parasul Ltda tratava-se de uma firma “fantasma”, restando evidente a existência e o fornecimento de um esquema criminoso de desvio de dinheiro público.

Segundo a denúncia, Gilmar Fabris e José Riva, ao lado dos então servidores da Assembleia Legislativa, Guilherme da Costa Garcia, Agenor Jácomo Clivati e Djan Clivati à época, apropriaram para si e também desviaram em proveito alheio a quantia de R$ 1.520.661,05, representada em 123 choques nominais emitidos em dias alternados e a partir de março de 1996 para pagamento de suposto serviço prestado àquela Casa de Leis, cujos valores foram endossados e depositados na conta bancária da firma comercial Madeireira Paranorte e Parasul Ltda constituída exatamente para servir de suporte para que tivessem eles a indevida e criminosa vantagem.

São réus no processo José Riva e Gilmar Fabris. Figuram como testemunhas Luiz Yoshimura, Reinaldo Reis Duarte, Pedro Lima, Alaercio Martins, Djalma Emernegildo, Cláudio Maluf, Eliene Lima, Oscar Ribeiro, Filinto Correa da Costa, Iolanda Duarte, Zanete Cardinal, Romoaldo Júnior, Manoel Marques e Hermínio Barreto.


*Atualizada às 15h44. Última atualização às 18h29.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • peruãozinho
    22 Jun 2015 às 15:36

    soltem o homen gente boa conheço ele pessoalmente soltem ele

  • josé
    12 Jun 2015 às 11:05

    Não se enriquece tanto e nem se engorda tanto trabalhando honestamente não é Fabris?

  • Daniel Alvez
    12 Jun 2015 às 09:19

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ZOOOIIIUDOOO
    12 Jun 2015 às 08:17

    Paulinho como esta a M aria P aula já já seu nome vai para roda cirandar, e vem de taxi também... a rede esta passando cada vez mais fundo vai vir os peixes grandes, assim disse Jesus aos Discípulos e judas riu não acreditando... um detalhe não estamos mais na época de cristo, estamos no seculo 21 hoje temos loja repleta de táticas para pescar, uma das táticas infalíveis é delação premiada e o caboco ver que vai "se f***" ai vai chamar para dançar!!! salve para os que se acham intocáveis, e um parabéns Deusa Têmis.

  • jose simao
    12 Jun 2015 às 08:15

    O correto é. O Reeducando José Riva vai ao Fórum Criminal de Cuiabá prestar depoimento sobre desvio de dinheiro público. Fuiiiiiiii

  • Rafael
    11 Jun 2015 às 23:05

    Vamo lá Riva. Muita força e saúde, torcemos para que sua saúde seja de ferro e que nada abrevie sua longa estadia.

  • benedito costa
    11 Jun 2015 às 21:55

    O Riva nesses meses meses tem comido o pão que o diabo amaçou. Pra ele que sempre ficou em gabinetes luxuosos e agora em grade de ferro? Realmente é ulfrajante e humilhante o que se passa na vida dele e de sua família, caíram em desgraça e tão pagando pelo que fizeram aos poucos.

  • BESOURO
    11 Jun 2015 às 18:49

    ZE MARIA... AS DUAS OPÇÕES ESTÃO CORRETAS.

  • Armindo de Figueiredo Filho
    11 Jun 2015 às 18:11

    Senhor Redator !!!!! Penso que vcs não entenderam o comentário que fiz a respeito do Sr. Riva. Não agredi ninguém. Não ofendi ninguém O meu comentário se baseou em fatos e publicações feita pela mídia. Vs estão com os olhos tapados????? Já teci o mesmo comentário no RD NEWS, Mídia NEWS e Olhar Direto e o assunto foi idêntico e nem por isso eles deixaram de publicar. E tem mais ..... não atingi imagem de terceiros. Fiquei restrito apenas a sua pessoa, como mau político. E Tem mais dê uma olha em outros jornais virtuais , onde enfoca o seu estupendo patrimônio (Família toda).Faça uma varredura nos jorrnais de hoje que vcs encontrarão. Moro em brasília , há 44 anos, sou cuiabano e acompanho a política do meu estado cotidianamente. E volto a repetir o Sr. Riva é o maior carregador de processos nas costas. Não fui eu quem disse. Vcs não viram o "Fantastico" .Se tem denúncias contra ele, é porque alguma coisa deve. Denúncias, escândalos, desvios de verbas públicas cometidas por ele e sua corja toda nunca faltaram. Há quanto tempo a midia vem denunciando esse Senhor????? Senhores!!!! com todo o respeito .... Mas me façam o favor. Isso é brincadeira não ????? Até a próxima

  • ze maria
    11 Jun 2015 às 17:43

    mas, o gilmar fabris não é aquele que agora anda arrotando moralidade e ética na política, exigindo ficha limpa para ocupar cargos no governo do estado? isso é hipocrisia ou falsidade ideológica?

Sitevip Internet