Olhar Direto

Quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Ex-secretário e empreiteiros presos aguardam transferência para Cuiabá

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

19 Nov 2010 - 18:30

É grande a movimentação na porta da delegacia da Polícia Federal de Barra do Garças onde estão presos 12 dos 26 acusados de participar de um esquema de fraude em licitações de obras e desvio de recursos federais na região leste de Mato Grosso. O delegado Eder Magalhães informou que a transferência dos envolvidos pode ficar para a noite devido à remoção de alguns acusados de Novo São Joaquim, Canarana, Ribeirãozinho e Pontal do Araguaia.

Conforme informações obtidas pelo Olhar Direto, consta da lista de presos os nomes dos empresários Antônio Cezara Silveira e Joaquim Luiz de Andrade, da Silgran, uma das empresas investigadas pela PF, e do ex-secretário de Obras de Barra do Garças, César Natal Magrini. Ele trabalhou por mais de 10 anos com o prefeito Wanderlei Farias como secretário e pertence ao quadro de engenheiros da prefeitura.

O deputado estadual Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), que está em Cuiabá, disse que essa operação pode ser apenas a ponta do iceberg com relação ao Araguaia, principalmente em Barra do Garças, que tem como prefeito Wanderlei Farias (PR), no seu terceiro mandato.

“Vem mais coisa por ai. Nós esperamos que isso não fique apenas no denuncismo e que as provas sejam concretas para varrer a corrupção de nossa cidade”, citou o parlamentar que acredita que atrás dos empreiteiros e funcionários públicos pode ter a participação até mesmo de políticos.

Segundo Daltinho, o surgimento deste escândalo até demorou acontecer porque a sociedade local sabe que aproximadamente há 10 anos uma empresa do ramo de asfalto, a Silgran, realiza a maior parte das obras de pavimentação asfáltica da cidade, que curiosamente é vinculada a empresa Emasa, detentora da concessão de água e esgoto de Barra por 30 anos.

O peemedebista lembrou que em 2003, a ex-vereadora Fátima Resende (PT) denunciou que a licitação do serviço de água e esgoto não teria passado pela Câmara Municipal, colocando em dúvida a concessão obtida pela Emasa.

Em Cuiabá, a delegada Luciane Alves informou que entre os presos estão servidores públicos, empresários, engenheiros e um funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF). Os agentes federais apreenderam nas empresas envolvidas um total de R$ 125 mil em dinheiro e mais 42 mil dólares. Estão sendo investigadas na operação sete empreiteiras que atuam na região do Araguaia onde aconteceram à maioria dos crimes mencionados na operação Atlântida.

Mais detalhes em instantes

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • julia
    23 Nov 2010 às 13:59

    Sabe por que esse daltinho,pois a boca no trombone porque ele queria morder a berada e o vanderley não deixou,ó coitado... mas eu digo PF abra o olho tambem desse daltinho...ele tambem cheira mal...

  • flora
    21 Nov 2010 às 23:21

    e os outros prefeitos tambem estao nessas fraudes? parabens para a policia federal .

  • Larissa
    20 Nov 2010 às 10:04

    Querem defender o Daltinho, no entanto, ele esta doido para entrar nos esquemas para levar alguma vantagem tb, kkk

  • Marcos
    19 Nov 2010 às 20:49

    Daltinho é uma das poucas vozes que defendem Barra e o Araguaia e, não tem medo do Wanderley Farias, pois como ele, acredito que seja apenas a ponta de um iceberg, além do que, o Cesar Magrini engenheiro da prefeitura, passou mais de dez anos sob a tutela do WF, e não é crível a nínguém comprovadas as denúncias que, o (homem do asfalto casca de ovo) WF não sabia de nada. Dizem que até vazou de Barra do Garças nesta data, já com medo do bicho pegar. Tem muito mais coisa debaixo desse angu. Daltinho, Roberto Farias, Eduardo Moura e outros da região, tem que como representantes da sociedade acompanhar as investigações e cobrar providências concretas, inclusive com relação aos aseclas vereadores da Camara municipal de Barra do Garças. Pau neles

  • psw
    19 Nov 2010 às 19:29

    TA NA PALMA DA MÃO , TA NA MÃO DE QUEM SABE!!!!!

  • Ricardo
    19 Nov 2010 às 19:10

    Quem esse Daltinho acha que é para ficar falando besteira ...sem provas nenhuma ??? Não é mais nada no mundo político nada !!!!

  • Mr X
    19 Nov 2010 às 18:53

    Por favor, cite os nomes dessa galera.