Olhar Direto

Terça-feira, 02 de junho de 2020

Notícias / Cidades

Período chuvoso registra maiores problemas de esgoto

Da Redação/Com Assessoria

14 Jan 2009 - 17:43

A Companhia de Saneamento da Capital – Sanecap informa que a incidência do período de chuvas também culmina com maiores problemas na área de esgotos. Essa afirmação é do engenheiro sanitarista João Batista Xavier, responsável pelo setor na Sanecap. “Normalmente, é na eclosão das chuvas que os entupimentos começam a acontecer, mobilizando intensa ação das nossas equipes”.

Ele explicou que a Lei de Ocupação do Solo do estado de Mato Grosso proíbe construir sistemas de coleta de esgoto, combinado ou misto. “Onde tem sistema de coleta, é reparador absoluto, ou seja: uma rede específica só para receber esgoto.”

Nas regiões sem rede (separador absoluto), segundo explica, a população costuma utilizar as galerias de águas pluviais como afastamento do efluente de suas fossas, o que caracteriza ligações clandestinas. “O esgoto é jogado nas galerias, ou vice-versa, com a água proveniente das chuvas sendo depositada na rede coletora de esgoto, o que causa entupimentos. Prática que contribui para a ocorrência de entupimentos, somando-se ao lançamento de resíduos sólidos nas redes”.

João Xavier explica que ambos os sistemas de coleta são líquidos, não sólidos. Quando ocorre um entupimento, a Sanecap lança mão de dois tipos de mecanismos, o mecanizado e humano, dependendo do caso. “No mecanizado, é utilizado um caminhão combinado (vácuo e jato) para sugar os dejetos sólidos. Se não surtir efeito, as equipes trabalham manualmente para a retirada dos resíduos sólidos que causam o problema”. É que nem tudo pode ser sugado pelo equipamento, explica o engenheiro.

“O ideal seria que, primeiro, as pessoas atentassem para a importância de não lançar resíduos sólidos na rede de esgoto (pneus, garrafas, panos, papéis, plásticos, etc.), porque tal procedimento irá se refletir no entupimento das redes, gerando grande desconforto e prejuízos, principalmente agora, no período chuvoso, quando a tendência é de o lixo se acumular com maior proporção”. Cuiabá conta com 22 córregos para ‘suportar’ seu esgotamento sanitário.
Sitevip Internet