Olhar Direto

Terça-feira, 16 de julho de 2024

Notícias | Economia

PRÓ-LOGÍSTICA

Dnit licita asfalto da BR 174 até porto da hidrovia Paraguai-Paraná

O vice-presidente da federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), José Carlos Job, entregou ao diretor-presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, o projeto executivo elaborado pelo governo do Estado para o asfaltamento de 86 quilômetros da rodovia BR 174, que ligará a BR 070 ao futuro porto de Morrinhos, em Santo Antônio das Lendas, na região de Cáceres.


O projeto faz parte da estratégia montada pelo Movimento Pró-Logística para viabilizar a utilização do trecho mato-grossense da hidrovia Paraguai – Paraná, que foi objeto de debate nesta quinta-feira (19), na Câmara dos Deputados em Brasília.

De acordo com o coordenador executivo do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira Edeon, a proposta apresentada aos representantes do Dnit e do Ministério dos Transportes é a melhor e mais viável solução do ponto de vista ambiental e econômico, formulada após anos de estudos.

“Este pode ser um projeto do Dnit, ou do governo do Estado de Mato Grosso ou da iniciativa privada. Esta é a melhor solução que apresentamos. Até hoje as hidrovias nunca receberam a devida valorização por falta de vontade política”, destacou.

A construção de uma ETC de Morrinho se deve ao elevado número de curvas no leito do rio, o que dificulta a navegabilidade do trecho na região de Cáceres, que deve ser preservada para a atividade turística.

A hidrovia Paraguai-Paraná possui um total de 3.442 quilômetros passando pelo Brasil, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. Dos 890 km do trecho brasileiro, 485 passam por Mato Grosso e outros 405 pelo Mato Grosso do Sul.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet