Olhar Direto

Sábado, 24 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Proprietária de emissora pediu contrato para falar bem da prefeitura

Da Redação - Alline Marques

19 Jun 2011 - 13:53

A empresária Filomena Alves do Nascimento Abrantes, dona da TV Record em Sorriso e esposa do vereador Francisco Chagas Abrantes, teria se reunido com o prefeito Chico Bedin (PMDB) e cobrado um contrato de fidelização para que assim a emissora, que, em tese, possui a maior audiência na cidade, pudesse promover as ações da administração municipal e evitando desgaste ao chefe do Executivo.

“Ela (Filomena) se reunira com o propósito de extorquir o prefeito, fazendo exigências de valores para a fidelização da mídia. A Filomena queria a fidelização com a TV para acabar com as críticas à gestão do prefeito. A emissora teria entrada em 64% da população e teria a maior audiência”, afirmou o promotor Sérgio da Silval Costa do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Filomena foi presa junto com o marido e mais dois vereadores acusados de concussão e formação de quadrilha, por terem formado um esquema para cobranças de propina do prefeito, em troca de garantir a governabilidade de Bedin no município.

Os parlamentares presos são Gerson Luiz Frâncio (PSB) e Roseane Marques de Amorim, acusados de agirem sob o comando de Chagas para cobrar valores que variam de R$ 40 mil a R$ 500 mil do chefe do Executivo em troca de favores políticos.

Chagas e Rosemeire alegaram inocência em entrevista quando chegaram à sede do Gaeco na tarde de sexta-feira (17), já Filomena e Gerson, conhecido como Jaburu, preferiram não falar com a imprensa.
Sitevip Internet