Olhar Direto

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Ombudsman

PARA TODA A REDAÇÃO - recado Ombudsman

Thalita Araújo

06 Jun 1979 - 13:59

Oi gente! recebi ligação de uma jornalista que reclamou de muitas colocações como "próprio pai" próprio filho", própria mãe", e dizia que isso é redundância, portanto, desnecessário.

Se vcs quiserem pesquisar algo a respeito seria bastante interessante, busquem a opinião do revisor sobre este assunto também.

Eu, pessoalmente, acredito que tudo que se repete é dispensável num texto jornalístico.

O “próprio” pode ser bem empregado quando da necessidade de excluir alguma possível ambiguidade e outros casos.

Na atual manchete, por exemplo, no lead tem “Um usuário de drogas tentou degolar o próprio pai”. Neste caso eu tiraria o próprio, pois ele não está servindo para nada, não há dúvidas que o “pai” citado é do usuário de drogas.

“O usuário degolou o próprio pai" e "o usuário degolou o pai” possuem o mesmo entendimento, não possuem?

Beijos e bom trabalho!
Sitevip Internet