Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de junho de 2021

Notícias | Cidades

sob guarda

Coronel da PM acusado de práticas de grilagem é ouvido pela Federal

O coronel Elierson Metello de Siqueira, acusado de participar de um esquema de grilagem de terra, se apresentou ontem à noite à Polícia Federal, acompanhado do comandante da instituição, conforme procedimento padrão.

Apesar do mandado de prisão contra ele, expedido pelo juiz da Primeira Vara Federal, Julier Sebastião da Silva, coronel Metello se apresentou espontaneamente e prestou depoimento ainda na noite de ontem na Superintendência da Polícia Federal em Cuiabá.

O coronel é responsável pela região de Tangará da Serra, mas estava em Sinop. Como não foi encontrado por agentes federais, ao ficar sabendo sobre o mandado de prisão seguiu de Sinop para Capital prestar esclarecimento.

De acordo com o inquérito da PF, Metello é responsável por dar respaldo à ação dos subordinados mediante pagamento. As investigações revelam que o patrimônio do coronel não é compatível com seu salário.

Metello é ex-comandante de Barra do Garças neste época ele é acusado de ter disponibilizados policiais para serviço de vigilância a diversas casas comerciais, mediante o pagamento dos empresários.

O coronel também é acusado de desviar parte dos recursos destinados a PM, inclusive no caso de combustíveis. Isso porque, ele repassaria somente 30% da cota de combustível para cada posto da polícia sob seu comando. De acordo com o processo, essas informações poderiam ser facilmente constatadas caso houvesse interesse, pois as notas ou eram superfaturadas ou fornecidas gratuitamente no comércio, sem a devida prestação do serviço.

Metello permanecerá sob a guarda da PM, como os demais policias, de acordo com o artigo 295 do Código de Processo Penal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet