Olhar Direto

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Walter não vê ‘deselegância’ em CPI para investigar empresa de deputado eleito

Da Reportagem Local - Raoni Ricci

18 Out 2014 - 11:37

Foto: Fablício Rodrigues/AL-MT

Walter não vê ‘deselegância’ em CPI para investigar empresa de deputado eleito
Autor do pedido da CPI da Nhambiquara, o deputado estadual Walter Rabello (PSD) não vê como deselegante a instalação de uma comissão para investigar os contratos da empresa de propriedade do seu futuro colega de parlamento, José Eduardo Botelho (PSB). Segundo o social democrata, o requerimento foi apresentado em abril de 2014, sem nenhuma intenção de prejudicar eleitoralmente o socialista.

Leia mais
Alexandre César é cotado para presidir CPI de Eraí; Riva prefere ser apenas membro
 
“Eu não acho deselegante o cumprimento do nosso dever como deputado. Se você pegar a cópia do requerimento vai ver que ele foi feito há seis meses e já tínhamos o número de assinaturas suficientes, porém não apresentamos justamente em função do período eleitoral, para não interferir no processo. Seria uma ação politiqueira se tivesse apresentado antes, podendo até interferir no resultado final da eleição”, avaliou o deputado.
 
Walter afirmou que o fato de Botelho ter sido eleito vai ajuda-lo a se defender melhor das denúncias de superfaturamento nos contratos de sua empresa com o governo do estado. “Depois do pleito é até melhor para ele se defender da CPI. Não é nada pessoal, houve uma denúncia, mas eu também não sou o dono da verdade, estou atendendo um coletivo, foram 11 assinaturas”, pontuou Rabello.
 
O parlamentar garante que ainda possui todas as 11 assinaturas colhidas em abril deste ano, mas o presidente da Assembleia Legislativa, Romoaldo Junior (PMDN), informou que os deputado estaduais Guilherme Maluf (PSDB) e Dilmar Dal Bosco (DEM) confirmaram a retirada de suas respectivas assinaturas. Mesmo assim, a CPI deve ser mantida, visto que são necessários apenas 08 nomes para a instalação.
 
CPI do Eraí e Trimec
 
A CPI do Eraí, proposta por José Riva (PSD), teve todas as 09 assinaturas confirmadas pela Mesa Diretora e deve ter seus membros indicados já na próxima terça-feira (20), durante a reunião do Colégio de Líderes. O petista Alexandre César é o mais cotado para assumir a presidência. A CPI da Trimec chegou à presidência com 09 assinaturas, entretanto, elas ainda passariam pela confirmação. Caso sejam mantidas, os membros também serão indicados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet