Olhar Direto

Quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Críticas de ministro a Marina provoca reação irada da Rede Sustentável em MT e acirra rivalidade

Da Redação - Ronaldo Pacheco

21 Out 2014 - 11:00

Foto: Ednilson Aguiar / Secom MT

Críticas de ministro a Marina provoca reação irada da Rede Sustentável em MT e acirra rivalidade
Nos últimos dias da disputa do segundo turno pela Presidência da República, o embate entre o segmento produtivo e os ambientalistas teve suas vísceras reviradas, em Mato Grosso, pela troca de insultos entre o ministro Neri Geller, da Agricultura, e militantes da Rede Sustentabilidade, futuro partido da ex-ministra Marina Silva (PSB). 

Neri Geller destaca avanços com Dilma e recorda precariedade do agronegócio durante governo tucano

“Ele [Neri Geller] está desesperado, porque vai perder o cargo [de ministro], e seus ataques à  figura da Marina Silva demonstra o despreparo do ponto de vista de conhecimento técnico para com as questões do Desenvolvimento Sustentável, que é uma questão mundial", respondeu o ambientalista Eron Cabral, porta voz da Rede em Mato Grosso.

 "Atualmente todos os estudos técnicos apontam para os ganho de eficiências produtivos e econômicos nas produções sustentáveis”, pontuou Eron, em tom provocativo.

A Executiva Regional da Rede Sustentabilidade se reuniu nesta sexta-feira (17), em caráter extraordinário,  para defender Marina, responder a Neri Geller  e fazer um balanço sobre a posição do partido no segundo turno. Todavia, mais do que responder, expôs o confronto de ideias entre a maioria da classe produtora e os ambientalistas.
 
O porta voz da Rede Sustentabilidade ainda fez criticas a campanha de Dilma (PT). “Dilma vai perder as eleições porque se cercou de pessoas despreparadas para administrar o Brasil. Se o ministro Neri Geller trabalhasse para o Brasil com o mesmo empenho que espalha boatos e fofocas, certamente a economia do país não estaria estagnada”, cutucou Eron Cabral.

A Executiva da Rede Sustentabilidade esclareceu, através de seu porta-voz, que não fechou consenso em torno do presidenciávl de Aécio Neves (PSDB), mas admitiu que existe "um indicativo" em favor do tucano para garantir para que haja uma alternância na democracia. (Calaborou Darwin Júnior)
 
Ouro lado

Neri Geller não atendeu nem retornou às ligações do Olhar Direto. Em entrevista anterior, na Redação do Olhar Direto, ele tinha cobrado clareza nos acordos firmados por Aécio e Marina Silva, no segundo turno, já que haviam trocado pesadas acusações, no primeiro turno.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet