Olhar Direto

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Política MT

Equipe do governo Taques se surpreende com tamanho do rombo e ‘pedala’ para manter serviços essenciais

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

19 Jan 2015 - 08:07

Foto: José Luiz Medeiros / Secom-MT

Equipe do governo Taques se surpreende com tamanho do rombo e ‘pedala’ para manter serviços essenciais
O entendimento de que a economia de Mato Grosso segue a tendência brasileira e internacional de grave recessão obrigou o governo Pedro Taques a pisar no freio acima do esperado nos primeiros meses. “O bicho é mais feio do que parecia, na transição. Talvez nem tenhamos chegado ao fundo do tamanho do rombo. Mas vamos vencer uma etapa de cada vez”, explicou um integrante do primeiro escalão de Taques, que participou da transição.

Leia também:
Secretário avisa que obras do VLT devem ser retomadas apenas em abril e contratos estão suspensos
 
A ordem é manter apenas os serviços essenciais, principalmente saúde, educação e segurança, nos primeiros três meses de mandato do governador José Pedro Taques (PDT). “E esse entendimento está sendo refletido nos projetos orçamentários, que não podem ser peças de ficção. E por isso os projetos foram adaptados”, explicou o próprio governador a aliados que cobravam agilidade.
 
“Mato Grosso, o Brasil, a economia internacional não terão assim um ano maravilhoso. E esse entendimento está sendo refletido nos projetos do governo”,  admitiu o secretário Paulo Ricardo Brustolim, de Fazenda, em entrevista anteiror para reportagem do Olhar Direto.
 
Pedro Taques sabe  das contas desfavoráveis que prejudicam máquina pública de Mato Grosso, com dívidas superiores a R$ 2,5 bilhões. E o panorama econômico, principalmente no curto prazo, não é nada animador.
  
Uma das preocupações de Taques é com o cumprimento dos ajustes no orçamento de 2015 montado por sua equipe e votado em dezembro pelos deputados estaduais.
 
A cada manifestação, o governador  demonstra apreensão em  “dar continuidade aos serviços públicos”, em especial em áreas como saúde, educação, segurança pública, setores de forte demanda.  
 
É por isso que, para ajustar a estrutura pesada do Estado, o governador promoveu cortes drásticos de custos, desde os primeiros dias  da sua gestão. “Os cortes foram necessários e profundos. E foram feitos agora, no início. Esse entendimento foi formatado pela equipe de transição, com base em dados técnicos”, destacou outro secretário.
 
Somente com pagamento de folha de pessoal, neste ano, são mais de  R$ 7 bilhões, o que pode ser reduzido no máximo em 6% - menos de 400 milhões – com os cortes promovidos.
 
Em outra frente, Taques apenas depois da posse começou a enxergar o verdadeiro rombo com os empréstimos das obras  da Copa do Mundo Pantanal Fifa 2014, contratados pelo então governador Silval Barbosa (PMDB).  
  
A dívida consolidada líquida do governo aumentou em R$ 1,1 bilhão entre 2012 e 2013, segundo balanço das contas anuais do governo fiscalizadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT). Era R$ 4,536 bilhões e foi para R$ 5,656 bilhões. Os dados de 2013 para 2014 ainda não estão concluídos.
 
Tomando pé da situação
  
A Controladoria Geral do Estado (CGE)  constituiu comissão de auditores, pela Portaria 3/2015, para cumprir exigência anual do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de elaboração do Parecer Técnico Conclusivo de Controle Interno das contas do Governo de Mato Grosso do exercício anterior. Somente com o parecer em mãos é que o Pedro Taques vai enxerar “o fundo do poço”.
 
Todavia, a Controladoria esclareceu, em nota, que trata-se de uma atividade que ocorre todos os anos e não de um trabalho de auditoria especial.   É neste trabalho que são verificados os resultados dos programas de governo, o cumprimento dos percentuais de aplicação na saúde e educação, os limites de endividamento, o limite de gastos com pessoal, além de outros.  

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por justça
    20 Jan 2015 às 05:39

    e mato grosso que sofre e o povo pagando por isso governador tem que fiscalisar os municipios tambem que so da filhote corrupto cadeia ja neste bandidos do dinheiro publico e devolver o mais rapido possivel para a saude do povo

  • maria do socorro
    19 Jan 2015 às 17:36

    OS QUE DEIXARAM O ROMBOM NO GOVERNO DEVERIAM SER O BRIGADO A DEVOLVER O QUE ROBOU, ENQUANTO ISSO ESTÃO PORAI, PASSEIANDO NOS LUGARES MAIS BONITO DO MUNDO COM DINHEIRO QUE LEVARAM DOS COFRES PÚPLICOS, CADEIAS NELES.

  • estaquio
    19 Jan 2015 às 16:47

    faça uma visita na sejudh veja a bagunça que esta la peça a ficha dos adjuntos nomeados mas senta antes ok senhor pedro taques porque nunca vi uma coisa destas o governo muda e mantem adjunto do governo passado so aqui mesmo o mato grosso dificil e traz um cara la do depen nacional que saiu de la nao se sabe porque motivo kkkkkkkkkkkk claro que todo mundo ja sabe so o senhor que eu acho que nao ,mas se informe.

  • cuiabano
    19 Jan 2015 às 13:23

    eu só sei e tenho certeza que o tal do pobre é igual cachimbo só leva FUMO SEM TRANSPORTE DESCENTE SEM ESCOLA DESCENTE SEM SEGURANÇA DESCENTE SEM SAÚDE DESCENTE ENTRA POLITICO,SAI POLITICO E A CANTIGA DE GRILO É SEMPRE A MESMA EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO É AQUELA NOJEIRA,MENTIRAS E ABSURDOS,TODOS FALAM EM FAZER ALGO MÁS O QUE IMPERA E SÓ DESCASO ,ESTÁ NA HORA DE FAZER ALGO POR NÓS(FORA CORRUPÇÃO)

  • cuiabano
    19 Jan 2015 às 13:23

    eu só sei e tenho certeza que o tal do pobre é igual cachimbo só leva FUMO SEM TRANSPORTE DESCENTE SEM ESCOLA DESCENTE SEM SEGURANÇA DESCENTE SEM SAÚDE DESCENTE ENTRA POLITICO,SAI POLITICO E A CANTIGA DE GRILO É SEMPRE A MESMA EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO É AQUELA NOJEIRA,MENTIRAS E ABSURDOS,TODOS FALAM EM FAZER ALGO MÁS O QUE IMPERA E SÓ DESCASO ,ESTÁ NA HORA DE FAZER ALGO POR NÓS(FORA CORRUPÇÃO)

  • Leila
    19 Jan 2015 às 12:54

    Não entendi a surpresa....Não era publico e notório que isso vinha ocorrendo???O que queremos governador e ver os culpados punidos e os valores devolvidos aos cofres públicos...Queremos si m governador, que o MP trabalhe para colocar quem fez esse ROMBOS na cadeia....Só isso...E estamos com o sr. Governador.

  • Observador
    19 Jan 2015 às 12:50

    Os responsáveis pelo rombo bilionário são como sempre os gatunos do dinheiro. O que o novo governo precisa fazer é acionar o Ministério Público e o Gaeco para indiciar esses larápios e recuperar todo o montante que foi criminosamente desviado dos cofres públicos.

  • Moraes
    19 Jan 2015 às 11:58

    É sempre assim.O governo em todas as suas esferas irão denunciar tais roubalheira, roubos para tudo quanto é lado, porém, todos nós sabemos o resultado. Tenho um amigo que nunca estudou na vida. Muitos o acham ignorante. Eu particularmente já acho o contrário. Ele, com sua visão limitada sabe como nunca que tais fatos, "roubalheira em geral" ," dá nada não". Estão vendo? Não é preciso ser instruído para perceber as coisas. Desviar dinheiro público" dá nada não" . Por não dá a nada não, irá chegar um tempo em que todo o dinheiro que se arrecadar com os impostos estará concentrado nas mãos de todos os políticos que passaram pelo governo.

  • renato mello
    19 Jan 2015 às 11:20

    Eu acho que a fase de choradeira esta no fim, agora é deixar para o ministério publico,policia e os ogãos responsavel pelas investigações e apurar o que foi feito de errado e aplicar a lei, o que não pode é ficar chorando o leite derramado, Esta na hora deste governo mostrar resultados, porque ficar falando do que estava errado e do que o outro fez e blá,blá, não vai resolver o problema de Mato Grosso, então mãos a OBRA, vamos ver do que vc é capaz paladino da Justiça (me faz lembrar de um presidente FERNANDO COLLOR DE MELLO), ele tambem disse que iria prender todos os corruptuos,,,,,,,foi cassado e humilhado,,,,já vi este filme antes....

  • Alessandro
    19 Jan 2015 às 11:16

    Existe rombo? beleza, só quero ver se as contas desse "governinho" que acabou serão aprovadas!

Sitevip Internet