Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Notícias / Meio Ambiente

Pesquisador alerta para a mortandade de ‘toneladas’ de peixes na UHE Teles Pires

A Licença de Operação (LO) foi expedida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente no dia 19 de novembro de 2014. Desde então, a UHE Teles Pires ficou livre para fazer o enchimento do lago. E isso foi feito rapidamente. Ontem (18 de janeiro), em um voo sobre a usina, já foi possível constatar que a represa está praticamente cheia, com seu vertedouro eliminando a água excedente.

De Sinop - Alexandre Alves

19 Jan 2015 - 18:11

Foto: Alexandre Alves - Olhar Direto

Foto revela que supressão vegetal foi feita 'pela metade' na represa da UHE Teles Pires

Foto revela que supressão vegetal foi feita 'pela metade' na represa da UHE Teles Pires

Milhares de peixes morrerão no lago da Usina Hidrelétrica de Energia (UHE) Teles Pires, no município de Paranaíta (860km ao Norte de Cuiabá), devido à supressão vegetal (retirada da biomassa na área a ser alagada) não ter sido feita corretamente. O alerta é do biólogo e pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) Philip Fearnside.
 
“Com a estratificação da água no lago, com muito material verde se decompondo, a morte de peixes será inevitável. Os peixes são sensíveis à falta de oxigênio, que é o que ocorrerá com a água desse represamento”, falou Fearnside, em entrevista por telefone ao Olhar Direto.

Governo estuda linhão alternativo para escoar energia da UHE Teles Pires
Hidrelétrica Teles Pires enche reservatório sem terminar a supressão vegetal; veja fotos
 
A reportagem sobrevoou a usina neste domingo à tarde e constatou (conforme as imagens abaixo) que não foi feita a completa retirada de árvores e galhadas derrubadas nas áreas impactadas pelo represamento. Em alguns trechos, nota-se, inclusive, que a inundação está atingindo floresta em pé – denunciando que o serviço foi feito ‘pela metade’.
 
O pesquisador Philip, que acompanha os impactos ambientais da UHE Teles Pires desde o seu licenciamento, estima que mais de 50% da biomassa não foi retirada. “A usina não cumpriu as condicionantes ambientais. E do ponto de vista da empresa, ela foi autorizada pelo Ibama a encher o lago e fez isso o mais rápido possível”, comentou Fearnside, que também é membro da Academia Brasileira de Ciências.
 
Em um artigo publicado no dia 12 de janeiro de 2015 no portal Amazônia Real, o biólogo aponta que um parecer do Ibama relata os resultados de simulações realizadas pelos proponentes, indicando que, após o enchimento, com exceção do período de maior vazão (janeiro, fevereiro e março), a água seria estratificada e essencialmente sem oxigênio em todas as partes do lago analisadas. “O parecer do Ibama recomenda que a empresa hidrelétrica escolha locais apropriados para cavar valas para enterrar grandes quantidades de peixes mortos”, pontua o pesquisador.
 
A Licença de Operação (LO) foi expedida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente no dia 19 de novembro de 2014. Desde então, a UHE Teles Pires ficou livre para fazer o enchimento do lago. E isso foi feito rapidamente. Ontem (18 de janeiro), em um voo sobre a usina, já foi possível constatar que a represa está praticamente cheia, com seu vertedouro eliminando a água excedente.

Para o pesquisador, o que está sendo feito nas usinas em território amazônico, como a Teles Pires, em Mato Grosso, e a Belo Monte, no Pará, "mancham ainda mais a imagem do Brasil perante a comunidade internacional".
 
Outro lado.
 
Olhar Direto entrou em contato nesta segunda-feira de manhã com a assessoria de comunicação da UHE Teles Pires, que respondeu no final da tarde informando estar contactando os diretores de meio ambiente da usina para se posicionarem sobre o assunto. 

A usina foi construída com custo de R$ 2,4 bilhões, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Após entrar em completa operação com todas as turbinas, terá capacidade instalada de 1820 megawatts. 

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JOAO BOBAO
    29 Jan 2015 às 09:17

    TURMA, É SO COMEÇAR A DESLIGAR A LUZ!

  • fatima reis
    20 Jan 2015 às 09:32

    isso é um despeito com a vida se fosse um pescador que tivesse pescando um peixe pra comer nesta época de piracema seria multado preso talvez, mas como se fala de interesse financeiro por parte de muitos governantes um desastre desta dimensão fica sem nem uma punição

  • MARIA
    20 Jan 2015 às 09:20

    È o paradoxo, progresso e destruição! Onde vamos parar? Certeza que é a destruição do planeta e do poveco!

  • joaquim
    20 Jan 2015 às 09:20

    Aos tendenciosos que só condenam construção de lagos, corte de árvores, etc. fiquem sabendo que a poluição que sai de sua residência via esgoto todos os dias e que vocês choram ao pagar uma tx de esgoto, os produtos químicos para cabelos que as madames lançam em suas pias, sempre em nome da beleza, a ocupação das margens de córregos em zonas urbanas, a lixaiada jogada em todo lugar que acaba indo parar nos rios, são alguns exemplos que a população urbana não enxerga. Vivem condenando os produtores de soja, de energia, de madeira, etc, mas não abrem mão da vida boa nas cidades. Parem com demagogia! Ontem faltou energia, viram só a choradeira!

  • Cah
    20 Jan 2015 às 09:03

    Em nome do progresso ou retrocesso,? não existe evolução quando há destruição do patrimônio natural. Socorro estão matando nosso planeta! é um suicídio lento.

  • PEDRO **TILÁPIA***
    19 Jan 2015 às 19:16

    kkkrsrsr A EPIDEMIA de ***tilápia*** que já está no CURSO do RIO CUIABÁ kkkrsrsr 20 ANOS adeus a OUTRAS especie NEM ibama, NEM sema, NEM policia AMBIENTAL consegue controlar> kkkrsrs ELA DESOVA de 5 a 7 VEZES ao ANO e cada MATRIS desova DE 1mIL A 2mIL ALEVINOS por VEZ kkkrsrsr JÁ TÁ NO CORREGO das TRAIRAS de VG kkkkk tá - CARRAPATO no lombo de CAPIVARA

  • Marilza Bueno
    19 Jan 2015 às 18:48

    Infelizmente o HOMEM acaba com a natureza, se dizem "DESENVOLVIMENTO", mais esquecem que o nosso PLANETA, está ficando sem ar, sem água, etc, tudo por causa do " desenvolvimento", crescimento do Estado, da cidade. Fiquem com DEUS.

  • Manoel Pescador
    19 Jan 2015 às 18:42

    IBAMA T@GR4KN@#GKDGNJK@SDGKFDGKFDGNKFDGKS@@@@3### !!!!

Sitevip Internet