Olhar Direto

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Política MT

Proposta de Janaína Riva proíbe servidores de usar veículos públicos de Mato Grosso

Da Redação - Ronaldo Pacheco

21 Jan 2015 - 10:56

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Proposta de Janaína Riva proíbe servidores de usar veículos públicos de Mato Grosso
Servidores públicos comissionados e efetivos só devem utilizar carros oficiais exclusivamente em serviço.  Este será um dos primeiros projetos de lei da deputada estadual Janaína Riva (PSD) após tomar posse na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em 1 de janeiro.

Leia também:
Janaina Riva quer criar ‘lista suja’ para empreiteiras que não cumprem contratos
 
O seu projeto irá proibir servidores estaduais em cargos de confiança e efetivos de usar veículos públicos e motoristas fora do serviço. "É necessário que haja transparência e seja seja divulgado os limites e regras para uso dos veículos. Mato Grosso não tem mais condições nem espaço para esse tipo de comportamento", afirmou Janaína.  
 
“O povo não elege gestores públicos para isso. Esse negócio dos servidores, secretários de estado ficarem andando com motorista e carros do estado pra cima e pra baixo não acho justo”, argumentou ela. “São cidadãos comuns como outros quaisquer e têm que usar seu próprio veículo ou transporte público, como faz a maioria da população”, pontuou a parlamentar do PSD.
 
Numa alfinetada indireta ao governador Pedro Taques (PDT), Janaína Riva questiona-o sobre a necessidade de fazer o que chama de “dever de casa”. Ela lembra que, se a ordem é economizar e manter a moralidade no serviço público, a questão dos veículos deve ser tratada como tal.
 
Janaína Riva cita seria o caso de somente os detentores de mandato eletivo, eleitos pelo povo, pudessem  utilizar veículos oficiais. E cita o que considera bom exemplo do seu pai, atual presidente da Assembleia, deputado José Geraldo Riva (PSD).
  
“Em 20 anos de serviço público meu pai sempre andou com o carro dele. Daí agora eu deixo a pergunta: Qual a necessidade de um cidadão ou cidadã, que assuma uma secretaria de Estado, ou venha a ocupar um cargo público qualquer e que tem seu próprio veículo, usar um bem pago com o dinheiro dos cidadãos. O exemplo tem que começar de cima”, emendou a deputada.
 
Janaína assume o mandato em 1 de fevereiro, sendo a única mulher da próxima legislatura com assento no Poder Legislativo de Mato Grosso. Ela foi a segunda mais votada, tendo conquistado   quase 50 mil votos, em outubro do ano passado.

47 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Dornele$
    01 Fev 2015 às 22:48

    Essa “nova” deputada tinha que se preocupar com os 100 mil litros de gasolina por mês, que Riva gastou por muitos e muitos anos. Em uma rápida conta, levando em consideração que a AL tem 40 carros oficiais, fica um gasto de mais de mil litros por dia para cada veiculo. Roda-se muito, esses nossos deputados e o pai dela no comando. Que maravilha

  • antonio de jesus
    22 Jan 2015 às 15:19

    Seria uma boa iniciativa mas com o pedigree que essa senhora possui e meio dificil de acreditar que nao va ao pote tambem. Seu pai antes usasse o carro oficial do que fazer o que fez com o erario.

  • josé ricardo
    22 Jan 2015 às 12:29

    Populismo barato!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Há milhares de coisas mais importantes para essa criatura fazer. Isso é jogar para a torcida. Impressionante como o eleitor é burrrrrrro.

  • Gilmar Brunetto
    22 Jan 2015 às 11:47

    isso que é mudança, da água para o Vinho.

  • joão carlos
    22 Jan 2015 às 11:01

    Janaina, primeiro senta na cadeira, toma pé dos verdadeiros problemas de MT, apresente projetos mais objetivos, pelo jeitovc está com uma péssima assessoria.

  • Tokanguira
    22 Jan 2015 às 10:37

    Não vou comentar, só vou elogiar o comentario do Pantaneiro, acertou na Mosca, os eleitores tem que fiscalizar.

  • Pantaneiro
    22 Jan 2015 às 08:56

    Seria este um lírio nascendo no mar de lamas, ou um lobo disfarçado de ovelha? Vamos ver o que o tempo nos dirá.

  • Drayton Marcelo
    22 Jan 2015 às 07:03

    Janaina, acho válido a contenção de gastos, mas o que não dá é o trabalhador arcar com despesa que é de total responsabilidade do Estado ou empresa em caso privado, A própria CLT protege esse tipo de situação. Agora o que se tem que comprar é um serviço de qualidade por partes dos funcionários público. Não vejo como mordomia o trabalhador utilizar carro da empresa (caso privado) ou do Estado ( caso público) para deslocamento de ofício, pois esse é uma responsabilidade da empresa (em caso privado) e do Estado (em caso público). Agora o projeto que deveria ser apresentado seria corte dos supersalários dos deputados, políticos em geral, mas acho que esse projeto a vossa excelência nunca vai que apresentar, pois mexer na própria carne doe.

  • Pedro
    22 Jan 2015 às 04:50

    Vai começar descobrindo a pedra lascada, regras existem, é só os gestores cumprirem.

  • Thanny
    21 Jan 2015 às 21:51

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet