Olhar Direto

Sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias | Meio Ambiente

Engenheiro diz que alertou Samarco sobre trinca na barragem de Fundão

16 Jan 2016 - 15:07

Do G1 MG, com informações do Jornal Hoje

Foto: Reprodução/TV Globo

Engenheiro diz que alertou Samarco sobre trinca na barragem de Fundão
O engenheiro Joaquim Pimenta de Ávila, responsável pelo projeto de construção da barragem de Fundão disse neste sábado (16) à reportagem da TV Globo que alertou à mineradora Samarco, cujas donas são a Vale e a BHP Billinton, sobre um princípio de ruptura na margem esquerda da barragem de Fundão. O aviso, segundo ele, foi dado em 2014 quando ele prestou consultoria para a mineradora.

A informação foi divulgada neste sábado pelo jornal "Folha de S. Paulo" e confirmada com o especialista pela TV Globo. A notícia foi dada com base no depoimento do engenheiro na Polícia Federal, em dezembro do ano passado. 

O engenheiro afirma que uma trinca apareceu em um recuo feito na barragem e que não estava no projeto feito por ele. A recomendação do especialista na época foi que fosse feito o redimensionamento do reforço na estrutura e a instalação de ao menos nove piezômetros – instrumentos para medir a pressão da água no solo e o acompanhamento diário da posição do nível da água. Mas ele disse à Polícia Federal que não sabe se as orientações foram seguidas pela mineradora.

A mineradora informou que todas as ocorrências surgidas durante o processo de manutenção de barragens foram devidamente cumpridas em 2014. Além disso, a barragem tinha piezômetros instalados em toda a sua extensão, inclusive no lugar indicado como recuo. O resultado e a frequência da leitura de todos os piezômetros estavam normais e atestavam a estabilidade da barragem, conforme a Samarco.

O Ministério Público de Minas Gerais informou que não tinha conhecimento do recuo feito na barragem do fundão, antes da tragédia. O MP afirmou ainda que investiga mudanças no projeto da barragem do Fundão que não foram autorizadas por órgãos de fiscalização do estado. Isso, conforme o órgão, pode ter contribuído para o maior desastre ambiental do país.

Tragédia em novembro
A Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, cujas donas são a Vale e a anglo-australianaBHP Billiton, se rompeu no dia 5 de novembro de 2015. O distrito de Bento Rodrigues, emMariana, foi o mais afetado. A enxurrada de lama também atingiu cerca de 40 cidades em Minas e no Espírito Santo. O desastre ambiental deixou 17 mortos e dois desaparecidos.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet