Olhar Direto

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Blairo Maggi é o nome mais forte para assumir Ministério da Agricultura no governo Temer

Da Redação - Ronaldo Pacheco

06 Mai 2016 - 12:10

Foto: Danilo Bezerra / Olhar Direto

Blairo Maggi é o nome mais forte para assumir Ministério da Agricultura no governo Temer
Considerado um dos principais líderes do agronegócio brasileiro, o ex-governador e senador mato-grossense Blairo Maggi (PR) é o nome mais forte para assumir o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no próximo governo do vice-presidente Michel Temer (PMDB). O tema movimenta comentários de bastidores de Brasília e troca de mensagens entre líderes e dirigentes partidários, ávidos pela substituição da Presidência da República, caso o Senado admita o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT).
 
Em entrevista anterior à reportagem do Olhar Direto, Blairo Maggi disse que não tinha nenhuma intenção em deixar o Senado para assumir algum cargo no governo federal. Todavia, na época o convite teria partido de Dilma, prestes a ser afastada do comando do Palácio do Planalto.

Leia Mais:
- Blairo Maggi articula reeleição ao Senado e evita fazer prognóstico sobre futuro palanque para 2018

- Favorável ao impeachment, Blairo Maggi defende mudança de mentalidade e não apenas troca de governante
  
  
“Eu não faço política com especulações. Talvez a conversa evolua, mas não existe nada de oficial”, afirmou ele, com a experiência de quem já foi duas vezes governador de Mato Grosso (2003-06 e 2007-10) e está no sexto ano na principal casa do Congresso Nacional.

Os diálogos de bastidores indicam que Maggi será obrigado a deixar o Partido da República para se filiar ao Partido Progressista. Isso porque a vaga no Ministério é uma indicação da bancada do PP.
 
Tudo indica que sair do PR não representa qualquer empecilho, já que desde o primeiro semestre do ano passado vem ensaiando deixar as hostes republicanas. A questão é ir para o PP, que ainda está sendo reconstruído, em Mato Grosso, num trabalho quase artesanal do presidente da Executiva Regional, deputado federal Ezequiel Ângelo Fonseca.
 
No segundo semestre de 2016, com direito a festa em Brasília e aval do vice-presidente Michel Temer, no auditório de um hotel, Maggi chegou a se filiar simbolicamente, no PMDB. Contudo, como ainda não tinha se desfiliado do PR, ele recuou do projeto,  por consta de injunções  políticas regionais, como o veto do governador José Pedro Taques (PSDB) às alianças com o PMDB, de aliados da coligação Coragem e Atitude para Mudar.
 
Mesmo tendo recuado, Maggi gosta de lembrar que possui ótima relação com Michel Temer. Inclusive, tria se tornado um dos conselheiros do futuro presidente. Contudo, alerta que ainda  não houve convite formal do vice-presidente. “O vice só deverá falar após o afastamento da Dilma, se acontecer. Ele está com respeito institucional”, afiançou Blairo Maggi.
 
Nesse contexto, em se concretizando as  conversas de bastidores, Maggi será o segundo mato-grossense a assumir o Ministério da Agricultura em menos de dois anos. Até dezembro de 2014,  o ministro era Neri Geller (PMDB), numa articulação do próprio Blairo, com a bancada do peemedebista, na Câmara dos Deputados.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carlos Fatewq
    07 Mai 2016 às 16:55

    Rapaz, política é covardia mesmo, até a poucos dias Blairo era só elogios pra Dilma e agora... enfim veremos o que o tempo dirá sobre isso!

  • botelho.
    07 Mai 2016 às 15:13

    Para este homem vale a máxima: "Se há governo, estou dentro". Parabéns Senador, pela extrema habilidade em se manter sempre no poder!!

  • jose de souza
    07 Mai 2016 às 08:37

    PAREI DE ACREDITAR NO POLITICO BLAIRO

  • Dorival Jose Ferreira
    07 Mai 2016 às 08:27

    vai asfata os resto da rodovia que da aceso suas fazenda..va completa a obras

  • ao songamonga
    06 Mai 2016 às 18:50

    O sr Blairo não vai se interessar na saída para o Chile como dito em outro cem etário pois já tem um porto em Santarém PA.

  • Macaco Hippie
    06 Mai 2016 às 17:23

    Agora a floresta vai acabar de vez.... Coitada das castanheiras e velhos babaçus, buritis e mognos, fujam...

  • Valdiney Mendes
    06 Mai 2016 às 16:39

    E so no Brasil que politico não tem caráter.

  • Carlos Nunes
    06 Mai 2016 às 13:10

    Para MT será ótimo, que sabe ele tira do papel o projeto da saída para o Pacífico, de maneira que MT, toda a região Centro-Oeste, etc, comecem a exportar os produtos para a Ásia. Esse é um investimento que terá retorno para a região central do país. O duro é passar por cima do Sudeste, que tem a saída pelo Atlântico e vai sair perdendo...em vez dos produtos irem prá lá, vai prá outro lugar.

Sitevip Internet