Olhar Direto

Terça-feira, 22 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Taques defende Wilson por ter deixado prefeitura no meio do mandato: ' quem nunca errou?'

Da Redação – Viviane Petroli e Laíse Lucatelli

05 Ago 2016 - 21:12

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Taques defende Wilson por ter deixado prefeitura no meio do mandato: ' quem nunca errou?'
O governador Pedro Taques (PSDB) defendeu Wilson Santos (PSDB) por ter deixado a Prefeitura de Cuiabá em março de 2010 para disputar o Governo de Mato Grosso. Segundo o governador, ninguém pode passar o resto da vida sendo julgado por um erro que cometeu, e que isso não é motivo para que a população não dê uma segunda chance ao candidato tucano. Depois do desgaste de ter deixado o segundo mandato antes da metade, Wilson tenta reconquistar o Palácio Alencastro pela terceira vez. 

Leia mais:
Coligação de Wilson e Leonardo levará nome de Dante de Oliveira

“Olhe pra trás. Olhe sua vida. Você nunca cometeu um erro? Seu filho nunca cometeu um erro? Eu disse a Wilson que ele cometeu um erro por deixar a Prefeitura na metade do mandato. Será que vai ser julgado o resto da vida por esse erro? Por isso, vamos deixar a Prefeitura da mão de irresponsáveis? Eu fiz coisas das quais não me orgulho", discursou Taques, durante a convenção do PSDB que elegeu Wilson candidato a prefeito e Leonardo de Oliveira (PSB) a vice, na noite desta sexta-feira (5).

Por mais de uma vez o deputado estadual Wilson Santos já admitiu que seu maior erro político foi ter deixado a Prefeitura de Cuiabá em 2010, dois anos após ser reeleito, para disputar o Governo de Mato Grosso. "Deus está me dando a oportunidade de terminar muitas ações que não consegui terminar, porque cometi um erro. Com certeza serei duramente atacado pelos erros e equívocos que cometi em Cuiabá", disse o tucano.

Taques ainda cobrou posição política dos candidatos a vereador de outras siglas, e afirmou que todos que não estão com eles estão "do lado de lá", classificando os outros adversários como pertencentes ao mesmo grupo. "Eu tenho responsabilidade com esta cidade que eu nasci e onde quero morrer e não posso deixar fazer com Cuiabá o que fizeram com Mato Grosso. Daqui pra frente não tem boi malhado. Ou você está conosco ou está do lado de lá”, disparou.

O governador salientou ainda que não se pode abrir mão de alguns princípios, entre eles a palavra empenhada. “Todos sabem que estive junto com Mauro desde 2010 e eu disse que o apoiaria quando ele fosse candidato. Uma corrente do PSDB defendia a candidatura própria, inclusive Wilson. Quando o Mauro disse que não seria candidato, eu disse que não julgaria a decisão dele. Disse ‘a sua decisão é a minha decisão’", observou. 

"Vou pedir votos para você como se fosse pedir para mim. Wilson Santos tem um momento histórico para fazer a melhor administração de Cuiabá. Porque ele já errou o que tinha para errar e não tem nada para mascarar. A partir de hoje meu nome é Wilson Santos e meu número é 45”, concluiu Pedro Taques.


O nome de Wilson como candidato à Prefeitura de Cuiabá foi confirmado no final da tarde desta sexta-feira, 05 de agosto, após verdadeiro impasse entre possíveis candidatos, com o anúncio do prefeito Mauro Mendes (PSB) na quinta-feira, 4, de desistência ao pleito.

Promessas
 
Em seu discurso, Wilson Santos destacou a importância dos apoios que tem recebido, inclusive do apoio “inimaginável” do prefeito Mauro Mendes. Ele prometeu que irá retomar o Cuiabá Vest, a bolsa universitária e inaugurar o Pronto Socorro que está sendo construído pela gestão Mauro Mendes, bem como chegar a 120 Programa Saúde da Família (PSF) e avançar na pavimentação que está sendo realizada.
 
“Infelizmente na gestão anterior não tive o apoio do governador como terei agora. Um governador cuiabano que valoriza a cidade. É verdade que a política é como nuvem. Fui dormir achando que o PSDB indicaria o vice de Mauro Mendes e agora são candidato à prefeito”, disse Wilson Santos, que deu continuidade aos elogios afirmando que Pedro Taques tem potencial para ser reeleito governador e ser eleito presidente do Brasil.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet