Olhar Direto

Sábado, 22 de fevereiro de 2020

Notícias / Esportes

Rosberg vence em Monza e encurta vantagem de Hamilton para 2 pontos

Gazeta Esportiva via Terra

04 Set 2016 - 16:01

Nico Rosberg roubou o protagonismo de Lewis Hamilton neste domingo e se fortaleceu na briga pelo título mundial após se sagrar vencedor do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1, no tradicional circuito de Monza, pela primeira vez. Após contar com a falha do seu companheiro de Mercedes na largada, o alemão não teve dificuldades para abrir boa vantagem em relação aos demais pilotos do grid e agora está a apenas dois pontos atrás de Hamilton na classificação do campeonato.

Com uma média de pouco mais de 10s para o segundo colocado, Rosberg fez uma corrida tranquila e não sofreu riscos durante todas as 53 voltas da prova. Mesmo tendo de ir aos boxes para trocar os pneus por conta do forte calor que assolou Monza neste domingo, o alemão retornou à pista ainda na primeira posição e daí em diante precisou apenas administrar para assegurar o lugar mais alto do pódio.

A corrida - Lewis Hamilton não começou bem e viu sua vantagem de largar na pole logo ir embora, perdendo cinco posições e caindo para o sexto lugar do grid. Ao contrário do atual líder do campeonato, os pilotos da Ferrari Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen tiveram um bom início de corrida e, aproveitando o vacilo do piloto britânico, assumiram a segunda e terceira colocação, respectivamente. Nico Rosberg, que largou em segundo, assumiu a ponta.

Quem também se beneficiou na largada foi Felipe Massa, que largou em 11º, mas teve boa reação e conquistou três posições para se estabelecer como oitavo colocado. Enquanto isso, seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, subiu para a quarta posição após iniciar a corrida em quinto.

Outro brasileiro do grid, Felipe Nasr não teve a mesma sorte que os outros pilotos da parte da frente e teve que abandonar o GP de Monza na segunda volta da prova, quando se chocou com o britânico Jolyon Palmer. O acidente está sob investigação pela direção da prova.

Aos poucos Lewis Hamilton foi recuperando o prejuízo da largada e provou a superioridade do carro da Mercedes ao assumir a segunda colocação. O britânico só não conseguiu fazer frente a Rosberg, praticamente inalcançável. Com isso, Vettel teve de se contentar com o terceiro lugar, assegurando o seu quinto pódio na temporada. Já o companheiro do alemão na Ferrari, Kimi Raikkonen, terminou em quarto.

Terceiro colocado no campeonato e principal piloto da Red Bull, que briga com a Ferrari para ser a segunda força da F1, Daniel Ricciardo terminou na quinta posição ao superar Bottas. Já o seu polêmico companheiro de equipe, Max Verstappen ficou com o sétimo lugar.

Se no pelotão da frente poucos desafios eram impostos a Hamilton e Rosberg, na parte de trás o destaque ficou para os pilotos que anunciaram nesta semana a retirada do grid a partir da próxima temporada. Projetando se despedirem do tradicional circuito de Monza de maneira positiva, Massa e Button não mantiveram o desempenho notório do início da prova e, após suas respectivas paradas nos boxes, terminaram a corrida com poucas mudanças de posição comparadas ao grid de largada. O brasileiro largou em 11º e terminou em nono, enquanto o britânico começou em 15º e cruzou em 12º.

Com o campeonato ainda mais acirrado por conta da diferença de apenas dois pontos entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg, ao GP de Cingapura promete ser ainda mais emocionante. A corrida noturna acontece no próximo dia 18 de setembro e terá caráter de decisão para Rosberg, agora mais colado do que nunca em seu principal rival.

Confira a classificação completa do GP da Itália de Fórmula 1:

1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

2: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)

3: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)

4: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

5: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

6: Valtteri Bottas (FIN/Williams)

7: Max Verstappen (HOL/Red Bull)

8: Sergio Perez (MEX/Force India)

9: Felipe Massa (BRA/Williams)

10: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

11: Romain Grosjean (FRA/Haas)

12: Jenson Button (GBR/McLaren)

13: Esteban Gutiérrez (MEX/Haas)

14: Fernando Alonso (ESP/McLaren)

15: Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso)

16: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)

17: Kevin Magnussen (DIN/Renault)

18: Esteban Ocon (FRA/Manor)

Não completaram:

Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

Pascal Wehrlein (ALE/Renault)

Felipe Nasr (BRA/Sauber)

Jolyon Palmer (GBR/Renault)

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.