Olhar Direto

Sábado, 26 de setembro de 2020

Notícias / Mundo

Escritor jordaniano é morto por "insulto ao islã"

Terra

25 Set 2016 - 16:15

ritor jordaniano Nahed Hattar, que se tornou centro de controvérsias após publicar uma caricatura considerada blasfema pelo islã, foi assassinado neste domingo (25/09) em Amã, em frente ao tribunal onde seria julgado.

Ao chegar ao Palácio da Justiça, onde responderia pela acusação de "provocar o conflito sectário e insultar os sentimentos e crenças religiosas", Hattar foi alvejado com três tiros.

A imprensa jordaniana identificou o autor dos disparos como Riad Abdullah, um imã de uma mesquita local, com idade acima dos 40 anos. Sua motivação teria sido o ódio ao autor em razão do cartum polêmico.

A caricatura, publicada na página de Hattar no Facebook, retratava um muçulmano no paraíso, deitado com duas mulheres, pedindo que Alá lhe servisse vinho e castanhas.

O escritor de 55 anos chegou a ser preso em agosto passado, sendo libertado mais tarde após pagamento de fiança. Seus familiares dizem que a caricatura queria ilustrar o que Hattar classificava de visão religiosa distorcida do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI).
Sitevip Internet