Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

colniza

Dois envolvidos em chacina com nove mortes são presos e mandante do crime é identificado

Foto: Reprodução TVCA

Vila onde massacre foi registrado

Vila onde massacre foi registrado

Dois envolvidos na chacina da Gleba Taquaraçu do Norte, registrada na cidade de Colniza (1.065 km de Cuiabá), foram presos em uma força-tarefa realizada na região, que foi palco da morte de nove pessoas no último dia 19 de abril. De acordo com as polícias, um terceiro envolvido na ação, o homem que seria o mandante do crime, já foi identificado e sua defesa negocia a apresentação dele para à polícia.

Ainda hoje detalhes sobre a ação que culminou na prisão devem ser disponibilizados pelo secretário de Segurança, Roger Jarbas.

Leia Mais:
Frente Parlamentar de Agronegócio defende que chacina não deve permanecer impune

A Secretaria de Segurança Pública montou uma equipe, composta por mais de 30 profissionais, para atuar na região, famosa por ser palco de uma série de conflitos agrários que resultaram na morte de 14 pessoas em um periodo de 11 anos. Em 2006, cinco foram executados e outros dez torturados na mesma localidade.

Desde o dia  11 de dezembro de 2004, a justiça em Colniza concedeu reintegração de posse nos autos de ação no Processo nº 536/2004, à Cooperativa Agrícola Mista de Produção Roosevelt - Cooperosevelt da área intitulada "Assentamento Roosevelt – Gleba Taquaruçu do Norte", com 42.715 hectares, localizada no quilômetro 170 da Rodovia do Estanho, município de Colniza. No entanto, o conflito pela área perdura. 

As mortes de Sebastião Ferreira de Souza, 57, Izaul Brito dos Santos, 50, Ezequias Santos de Oliveira, 26, Samuel Antônio da Cunha, 23, Francisco Chaves da Silva, 56, Aldo Aparecido Carlini, 50, Edson Alves Antunes, 32, Valmir Rangeu do Nascimento, 55, e Fábio Rodrigues dos Santos, de 37 anos, ganhou repercussão nacional. Eles foram mortos com requintes de crueldade. Uma das vítimas, que foi praticamente degolada, ficou com um facão cravado no peito. 

Na última semana, representantes da  Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados esteve em diligência, em Colniza (MT) e solicitou que o caso seja repassado para a Polícia Federal. Nos próximos dias, a Comissão da Câmara vai solicitar uma audiência com o governador José Pedro Taques (PSDB) para tratar da disputa pela posse da terra, em Mato Grosso.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x