Olhar Direto

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Após 4h de buscas, PF e MPF deixam casa de Emanuel; documentos e notebook apreendidos

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira / Da Reportagem Local - Vinicius Mendes

14 Set 2017 - 10:20

Foto: Olhar Direto

MPF chegando na casa de Emanuel

MPF chegando na casa de Emanuel

Policiais federais e agentes do Ministério Público Federal (MPF) cumpriram ordens de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (14) na residência do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB). Ele é um dos investigados no inquérito instaurado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux nesta quarta-feira (13), além de ser citado e filmado na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa, recebendo "mensalinho".

Leia mais:
Fux determina busca e apreensão contra Maggi para produzir provas sobre obstrução da Justiça


Segundo apurações de Olhar Direto, o procedimento na residência do prefeito durou 4h. De lá, fora retirada uma bolsa, um notebook e pastas com documentos. O prefeito acompanhou os agentes federais no cumprimento das diligências à todo instante.

As autoridades federais chegaram na residência, no bairro Jardim das Américas, às 6h. Revistaram toda a casa, inclusindo os 4 carros do político. No primeiro vídeo abaixo é possível ver o momento exato em que o Procurador Gustavo Nomani chega ao local.

Em determinado momento, oito policiais federais estiveram dentro da casa do político. Entretanto, por se tratar de procedimento sob sigilo, as autoridades se negaram a dar maiores explicações sobres as digilências cumpridas. 

Também o gabinete do prefeito foi alvo de busca e apreensão. Dois policiais federais cumpriram a diligência, acompanhado do chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro. 
 
 

Neste segundo vídeo, é registrado o momento em que os agentes federais deixam a residência de Emanuel Pinheiro. 

O outro lado:

Ao deixar a casa do prefeito, o secretário de Comunicação e Inovação, José Roberto, disse que o prefeito Emanuel Pinheiro irá se defender no local adequado e acrescentou que ele avalia que "o contexto em que as imagens foram apresentadas é constrangedor" e que vai se defender e demonstrar que não tem nada a ver com aquilo que está sendo acusado.

Pinheiro prometeu conceder entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (14). 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet