Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias / Política MT

Governador cobra Azul e revela intenção de voo entre Cuiabá e Paraguai

Da Redação - Wesley Santiago

29 Set 2017 - 11:50

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Taques durante a visita de autoridades bolivianas

Taques durante a visita de autoridades bolivianas

O governador Pedro Taques (PSDB) cobrou o diretor de expansão da Azul Linhas Aéreas, Ronaldo Veras, durante o seu discurso na abertura do 1º Workshop de Aeroportos e Aeródromos Regionais de Mato Grosso, nesta sexta-feira (29), onde os dois estavam presentes, sobre a internacionalização do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá). Além disto, revelou que, após isto, buscará uma ligação também com a cidade de Assunção, no Paraguai.

Leia mais:
Bolívia autoriza voo direto de Cuiabá para Santa Cruz pela Azul
 
“Estive já com autoridades bolivianas para conversar sobre internacionalização do aeroporto. A documentação está toda certa, só falta a Azul fazer a sua parte. Este voo para Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) vai proporcionar o início de um grande sonho, de transformar o aeroporto de Cuiabá em um hub para a América do Sul. De Cuiabá até a Bolívia é pouco mais de uma hora, de lá para Miami são sete horas”, destacou Pedro Taques.
 
O chefe do Executivo também lembrou que a facilidade para os mato-grossenses será muito maior, já que eles não precisarão mais seguir para São Paulo (SP): “O que vamos fazer em São Paulo se podemos sair daqui e ir para América do Norte ou ir também para Belém e seguir para os Estados Unidos? Portanto, nossa parte foi feita. Precisamos que a Azul ‘dê seus pulos’ também, para que iniciemos este sonho ainda este ano”, cobrou.
 
Por fim, Pedro Taques ainda revelou qual será o segundo destino internacional buscado pelo seu governo: “Depois disto, a nossa intenção é buscar o voo entre Cuiabá e Assunção, no Paraguai, que tem duração de aproximadamente 1h30. Quer dizer, nós estamos estrategicamente bem posicionados e este modal com certeza nos fará crescer ainda mais”.
 
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a Azul Linhas Aéreas a operar um voo direto entre Cuiabá e Belém (PA). Com isto, os mato-grossenses poderão chegar aos Estados Unidos da América (EUA) em apenas 9 horas. Isso porque esta ligação com a capital paraense fará com que os passageiros tenham uma conexão direta, sem precisar esperar longas horas em outro aeroporto. As viagens começam a ser operadas em 10 de dezembro.
 
O governo da Bolívia autorizou a Azul Linhas Aéreas a operar voo direto de Cuiabá para Santa Cruz de La Sierra. A notícia é comemorada pelo poder executivo mato-grossense, que vê na linha um incremento ao turismo e o comércio entre as duas regiões. De acordo com o secretário adjunto de turismo, Luis Carlos Nigro, a Bolívia passa por um momento de intenso crescimento, demonstrando maior potencial de integração econômica a América Latina.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carlos EMS
    02 Out 2017 às 01:18

    Sr. João Anache, a reforma do aeroporto é do Governo Federal (presidente), e não do Governador. Parabéns ao Governador por estar buscando a socialização do Estado de MT com o mundo, independentemente se está sendo um bom ou mal Governo, devemos sempre estar em favor do bem comum, neste caso, com a estrutura de nosso estado!

  • João Anache
    30 Set 2017 às 02:54

    Tá bem governador, o Sr primeiro termina o aeroporto, depois o Sr cobra infraero, receita federal, azul, governo da Bolívia ou quem quer que seja, para se ter voo internacional.

  • João Anache
    30 Set 2017 às 02:54

    Tá bem governador, o Sr primeiro termina o aeroporto, depois o Sr cobra infraero, receita federal, azul, governo da Bolívia ou quem quer que seja, para se ter voo internacional.

  • joaoderondonopolis
    29 Set 2017 às 15:13

    Tem que resolver logo, pois este governo não dura 30 dias.

  • Dito Cujo
    29 Set 2017 às 13:15

    Meu sonho msm é ver alguma empresa aérea estrangeira operando no Marechal Rondon,nem q esta seja daqui da América do Sul.

  • moreira
    29 Set 2017 às 12:51

    Parabéns ao Governandor Pedro taques em integrar Cuiabá aos países vizinhos. MT só tem a ganhar economicamente.

  • Que moral tem para cobrar qualquer um?
    29 Set 2017 às 12:14

    Que moral esse senhor tem para cobrar algo de quem quer que seja?

Sitevip Internet