Olhar Direto

Quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Notícias | Cidades

revolta

Grupo denuncia suposto envenenamento de gatos na UFMT e organiza protesto

Foto: Reprodução

Grupo denuncia suposto envenenamento de gatos na UFMT e organiza protesto
Uma matança de gatos na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foi denunciada por voluntários do Projeto Luta e União de Amigos para Animais em Risco (Lunaar). De acordo com a voluntária e estudante de nutrição Tainá Marques, a suspeita é que os animais estejam sendo envenenados.

Leia Mais: 
Professora gasta até R$ 6 mil com ração para gatos abandonados na UFMT

Ela afirma que tentou falar com a reitoria da universidade, mas não obteve retorno. Tainá também tentou ter acesso às câmeras de segurança para tentar descobrir quem estaria cometendo os supostos envenenamentos, mas sustenta que quase todas as câmeras da universidade não funcionaram.

Conforme noticiou Olhar Direto, em fevereiro de 2017, o número de gatos na UFMT era cerca de mil animais. 

“Isso é um crime que está sendo mascarado para a população que ama os animais, mas em minha opinião temos que divulgar isso e continuar lutando para que acabe", disse em uma rede social. "Esses bichinhos sofrem demais quando são envenenados, é uma morte muito dolorosa", completou.   

A proposta do grupo é fazer uma manifestação em frente à reitoria e também em frente ao restaurante, local onde acontece a maior circulação de alunos. A data para o protesto ainda não foi definida.
 
No próximo sábado (03), às 15 horas, haverá um encontro no restaurante universitário para a produção de cartazes.
 
Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da UFMT, se manifestou por meio de nota. 

Veja na íntegra: 

A UFMT repudia atos de maus tratos aos animais. Vale ressaltar que o mesmo é crime com pena de detenção e multa prevista em lei. A Administração Superior está aberta ao diálogo para buscar soluções ao problema do abandono de animais no Câmpus de Cuiabá e pede a colaboração da comunidade acadêmica no sentido de denunciar junto às autoridades os maus tratos.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet