Olhar Direto

Quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Em Cuiabá, Paulinho da Força filia Leonardo Albuquerque no Solidariedade e "lança" Taques à reeleição

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

13 Mar 2018 - 15:20

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Em Cuiabá, Paulinho da Força filia Leonardo Albuquerque no Solidariedade e
Pelo menos cinco convidados para o ato de filiação do deputado estadual Leonardo de Oliveira, vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, ao Partido Solidariedade que utilizaram a palavra exortaram o governador José Pedro Taques (PSDB) a assumir a candidatura à reeleição “para mostrar as entregas e a forma diferente de fazer política”. A principal voz partiu do presidente da executiva Nacional do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força (SP), que desejava um “sim” de Taques dentro do evento da sua agremiação, durante todo o horário de almoço desta terça-feira (13), no salão Arara Azul do Hotel Fazenda Mato Grosso – região Sul de Cuiabá.
 
Em sua fala, o deputado citou seu apoio ao presidenciável do DEM, deputado fluminense Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal e  pediu para Taques colocar o bloco na rua. “O senhor diz que somente irá decidir [sobre a pré-candidatura à reeleição] após a Semana Santa. Mas solicito que assuma aqui, neste ato político, perante a distinta platéia de seguidores do Doutor Leonardo”, sugeriu Paulinho da Força.

Leia Mais:
- Doutor Leonardo Albuquerque cumpre estratégia pró reeleição de Taques e troca o PSD pelo Solidariedade

- Governo Taques confirma trocas no staff e Júlio Modesto assume a Casa Civil; veja nomes 
 
Engrossaram o coro pró Taques os prefeitos de Rondonópolis, Zé Calos do Pátio, presidente regional do Solidariedade; de Cáceres,  Francis Maris Cruz (PSDB); presidente estadual do PRTB, vereador Marcrean Santos, de Cuiabá; e presidente do PPS, professor Marco Aurélio Marrafon, secretário de Estado de Educação.
 
Além de Leonardo, também se filiaram o secretário de Estado de Cultura, jornalista Kleber Lima; e o empresário Beto Correa e o pastor,  todos pré-candidatos à Assembleia Legislativa, com vários vereadores e líderes comunitários.
 
Sem conseguiu esconder a rouquidão e a respiração descompassada, Pedro Taques não aceitou o desafio de Paulinho da Força e evitou assumir estar na disputa pela reeleição. “Quero expressar o meu respeito a todos, pois quem assina uma ficha de filiação tem responsabilidade de fazer da política uma coisa séria. Política não é feita somente pelos que têm mandato, mas principalmente pela militância. E vocês estão aqui voluntariamente”, citou Taques, agradecendo aos dirigentes de sindicatos, líderes comunitários e populares presentes à filiação de Leonardo.
 
Doutor Leonardo Albuquerque deve ser candidato à Câmara dos Deputados pelo Solidariedade, tendo a região Oeste de Mato Grosso como foco central. Todavia, recebeu a promessa do prefeito Zé Carlos do Pátio que lhe serão abertas as portas dos municípios da região sul do Estado.
 
Os organizadores calcularam em “quase 400” o número de presentes ao Salão Arara Azul do Hotel Fazenda. Todavia, a reportagem do Olhar Direto apurou com funcionários que foram disponibilizadas “no máximo” 250 cadeiras para o evento e, no fundão do plenário, algumas estava vazias.
 
Estrategicamente, a Banda ‘Turma do Agito’, comandada por Luiz de Moraes – o Gico Batera, ocupou as cadeiras do final da fila. Além de Gico Batera, compõe a banda Leandro, Bacuri, Zé Roberto (trompete), Hilton (pistão) e Alex (saxofone).
 
Atualmente, o único representante do oeste mato-grossense na Câmara Federal é o deputado Ezequiel Ângelo Fonseca, com quem  Leonardo Albuquerque deve disputar votos. Desde o ano pasasdo, Ezequiel Fonseca é investigado por conta de delação ex-governador Silval Barbosa e seus familiares para a Procuradoria Geral da República, homologada  pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet