Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de julho de 2021

Notícias | Política MT

ORDEM UNIDA

PSDB trabalha chapa da reeleição de Taques e Nilson Leitão para o Senado

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Pedro Taques e Nilson Leitão devem liderar a chapa majoritária do PSDB em Mato Grosso

Pedro Taques e Nilson Leitão devem liderar a chapa majoritária do PSDB em Mato Grosso

Quase três horas de reunião a portas fechadas, cobranças públicas e aplausos no fim marcaram o encontro do governador Pedro Taques e do deputado federal Nilson Leitão com o Diretório do PSDB para apaziguar os ânimos e unificar a linguagem. Dezenas de dirigentes, deputados, prefeitos e vereadores se comprometeram e defenderem perante à sociedade e assumir com unhas a tarefa de mostrar a todos os avanços do governo Pedro Taques.
 
Foi firmado o compromisso de melhoria na comunicação interna dos tucanos. O chefe do Poder Executivo e o secretário-chefe da Casa Civil, deputado Max Russi (PSB), apresentaram vídeos com resumos das ações governamentais. O que mais chamou a atenção e recebeu aplausos foi o da Caravana da Transformação, com 500 mil pessoas atingidas, 85 mil consultas médicas e 47 mil cirurgias de olhos – principalmente de catarata.
 
Leia Mais:
- Maggi aproveita entrega de títulos para estimular Fagundes a disputar governo: “é legítimo!”

- "É como dar certidão de nascimento", afirma Taques sobre convênio para regularização urbana na Capital


“Considero importante que haja sempre o diálogo. E as críticas internas devem ser feitas, assim: internamente! A militância do partido tem do direito de opinar”, observou Taques, durante o encontro no Diretório do PSDB.  
 
O presidente da Executiva Regional, ex-vereador Paulo Borges Júnior, lembrou que o ninho tucano é diferente, porque “não tem dono” e possui a prática da discussão interna. Ele explicou que a tendência é que seja ampliado o debate interno, até as convenções de agosto.
 
“Estamos trabalhando firmemente em projetos que envolvam a militância e que cada projeto possa sair vitorioso”, projetou ele, sobre a reeleição de Taques e a candidatura de Leitão ao Senado.
 
Borges Júnior anunciou que existem eventos agendados para as próximas quatro semanas, no Diretório. Na semana que vem, provavelmente na sexta-feira (23), o PSDB reúne os pré-candidatos à Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. Depois, na quina-feira (29) ou na posterior, reúne os cerca de 200 vereadores da agremiação. E, na primeira quinzena de abril, Paulo Borges pretende convocar todos os 41 prefeitos tucanos.
 
Já Nilson Leitão preferiu não dar a chapa do PSDB como “fechada” e lembrou que a construção é diária até a convenção. “Todo dia é uma parte da construção. Não existe chapa pronta. Vejo na imprensa publicando: foi batido o martelo! Nada disso! A construção é diária”, ensinou ele, do alto da experiência de quem já foi vereador e prefeito de Sinop, deputado estadual e deputado federal.


“Entendendo as suas falhas, suas virtudes e defeitos, o PSDB tem um diferencial dos demais partidos, porque está no governo do Estado e isso obriga a uma auto-crítica ainda mais firme. E o PSDB é obrigado a ter sensibilidade para perceber quais passos vão ser dados e quando esses passos podem ser dados. Tem um jogo aberto para 2018”, sintetizou Leitão.
 
Está definida que a próxima reunião do PSDB com a participação do governador Pedro Taques será em abril, mas ainda sem data confirmada.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet