Olhar Direto

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Política MT

Fagundes critica Taques, aprova vice do MDB e garante chapa com pelo menos 5 partidos

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

26 Mar 2018 - 16:43

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Fagundes critica Taques, aprova vice do MDB e garante chapa com pelo menos 5 partidos
Um dos poucos pré-candidatos declarado a disputa pelo Palácio Paiaguás, o senador Wellington Fagundes (PR) disse já ter alianças com quatro partidos e que tem experiência suficiente para estar a frente do Poder Executivo à partir de 2019. Em reunião do partido na tarde desta segunda-feira (26), o parlamentar também criticou a gestão ‘individualista’ de Taques e aprovou o nome do ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa (MDB) como um possível vice.

Leia mais
“Não se faz candidato por decreto”, afirma Sachetti para alfinetar Taques


“A nossa base tem um posicionamento bem claro, nunca participamos deste governo, somos oposição e já temos definidos alguns partidos que fazem parte da aliança que estamos construindo. A base é o PR, o MDB, o PP, o PTB e o PSB. Existem outros partidos que estamos conversando para que possamos ampliar de forma bem expressiva”, disse o senador.

Com cinco mandatos de deputado federal e cumprindo o atual como senador, Fagundes avaliou que a sua experiência em Brasília o credita para assumir o Governo do Estado e que tomará um caminho diferente de Taques para levar melhorias a população.

“Sempre tem a primeira vez. Tenho a experiência de estar em Brasília em todos os mandatos que já disputei e já provei. Estou pronto, preparado e tenho certeza que não farei isso sozinho. O governador na sua forma muito exclusivista entendeu que não precisava de senador para ir em Brasília. Mato Grosso é um estado em abertura, todo governante, independente de quem seja, não pode virar as costas para onde pode vir os recursos, afirmou o parlamentar.

“O governador deveria liderar estas questões, mas não foi o que aconteceu. O primeiro ato dele foi pedir o impeachment da presidente Dilma. Foi o único do PSDB. Isso isola o estado que precisa de investimento”, avaliou.

Diálogo com o DEM

Questionado sobre a relação com os líderes do Democratas, Fagundes destacou ter  um bom trânsito no partido e que é tido como uma opção por eles. “Já conversamos com o DEM, já tivemos diálogos com senador Julio Campos e ele várias vezes externou que caso não tenham um candidato, querem apoiar nossa candidatura. Me sinto lisonjeado e fortalecido. Isso nos anima a ampliar ainda mais o diálogo”.

Vice do MDB

O senador também comentou as manifestações de membros do MDB para que o ex-prefeito de Sinop Juarez Costa seja o seu vice. Para Fagundes seria uma honra tê-lo ao seu lado, mas pontuou que ainda é precoce para decidir algum nome.

“Conheço o Juarez muito bem, foi um excelente prefeito em Sinop e para mim seria uma honra ter ele como companheiro de chapa. Quero decidir em conjunto. Todos os nomes apresentados serão levados para discussão e vamos decidir com todos os partidos”, finalizou.

23 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • matheus
    27 Mar 2018 às 10:07

    Ta doido, não voto nem para presidente de bairro.

  • Nascimento
    27 Mar 2018 às 07:24

    Entre Taques e Wellington, prefiro Taques. Taques e Mendes, vou de Mendes.

  • Moreira
    27 Mar 2018 às 06:59

    Quero estar bem longe do Brasil até o ano que vem. O povo tem que ter piedade de si mesmo ao votar nessas eleições. Esse povo aí estava todo no governo Silval. Querem o falir o estado de vez? Vote em Welinton Fagundes e a turma do paletó.

  • João Lucidonio
    27 Mar 2018 às 06:24

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • João Lucidonio
    27 Mar 2018 às 06:24

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Chacal
    27 Mar 2018 às 00:42

    Não fale em vice agora, atraia o PDT, PT, PV, PPS e outras siglas de esquerda, concordo como Paulo Moura, um vice de Cuiabá seria interessante.

  • deovaldo
    27 Mar 2018 às 00:01

    Só não esqueçam de combinar com o povo que é quem realmente elege

  • Janice - a crítica.
    26 Mar 2018 às 23:00

    Eu me lembro muito bem do Silval Barbosa um marketing bilionário, vamos ver se o povo aprende ou que assuma o erro, depois não vem cobrar um país melhor se cada um não faz a sua parte. O Brasil é um país que a maioria (ou que parece maioria) adora reeleger, eis a ai problema, se tem gente revoltada a urna é a maior forma de protesto., substitua todos! Agora se o eleitor é acostumado a querer trabalhar, a querer adesivar o carro em troca de combustível, vota sem qualquer disciplina, ai não tem como o país melhorar. Povo precisa se informar, criticar as indicações políticas no Supremo Tribunal Federal (STF), STJ, nos tribunais superiores, nos Tribunais de Justiça, um jogo de cartas marcadas, quantos dos brasileiros que se entrometem a discutir política tem essa visão crítica? Quem mais discute e quer mais participar é quem é menos informados, com a palavra os Presidentes de bairros.

  • Jorge,Um brasileiro
    26 Mar 2018 às 21:53

    Seu Senador WF coloca o Beto Farias como seu Vice,quero vê sua candidatura afundar de vez kkkkkkkkkk

  • Silvia
    26 Mar 2018 às 21:22

    Nós eleitores que deveríamos aposentar esses políticos, sabe qual o maior medo desses políticos? R = Não se reeleger, pois bem e o povo que diz que quer um país melhor, livre de suspeitas de corrupção, mas em época de eleição adesiva o carro sob suposta troca de combustível, coloca placa de candidatos e muitos eleitores pergunta se os políticos estão contratando para trabalhar na eleição, tudo errado! o erro começa com o eleitor, pois deveríamos substituir todos esses personagens, não reeleger mais ninguém, mas o eleitor resiste? ai está o maior erro, a consciência do eleitor, até parece que a maioria dos eleitores são corruptos, e ainda uns sem consciência sem o menor civismo diz que votará nulo, um péssimo recado aos políticos que tem poderio econômico e supostamente compra vota, e o voto nulo não é protesto, protesto é voto para substituir. Agora os cabos eleitores que seu emprego depende do exito do candidato nas urnas nem merece ser citado. Sem contar que este Wellington tem muitas suspeitas sob o mesmo, nunca terá o meu voto e de família, quero votar substituindo todos! E nem votar em seus familiares. Eu farei a minha parte e você? (sem direito a resposta, quem é cabo eleitoral ou assessor de algum político ou pessoa que não pensa.)

Sitevip Internet