Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

São cinco

Deputados jantam com Taques e cogitam sair em bloco do PSD

Foto: Assessoria

Deputados jantam com Taques e cogitam sair em bloco do PSD
O deputado estadual Wagner Ramos (PSD) confirmou a possibilidade de todos os parlamentares saírem do partido, após rompimento da legenda com o governo e a decisão do vice-governador Carlos Fávaro de renunciar ao cargo.

Leia mais
Carlos Fávaro entrega carta de renúncia ao cargo de vice-governador na Assembleia Legislativa


Na noite desta quarta-feira (4) houve uma reunião do partido, em que ficou definida a saída de Fávaro do governo e o início da tratativa da possível migração dos deputados estaduais para outro partido, que deve ser concretizada em apenas dois dias. Os parlamentares jantaram com Taques para reforçar o apoio já declarado.

Em entrevista à imprensa, Wagner Ramos disse já haver convites a todos os deputados do PSD para migrarem a outros partidos e que a decisão será tomada até a próxima sexta-feira (6) devido a data limite para a troca de siglas. O parlamentar também destacou que em uma nova reunião marcada para hoje, os deputados irão definir se continuarão na base aliada do governo.

“Hoje tomaremos a decisão com todos os deputados. Teremos mais uma reunião com o líder da nossa bancada que é o Gilmar Fabris. Temos mais duas reuniões ainda no sentido de costurar esta aliança”, explicou o deputado.

“Nós já recebemos alguns convites de alguns partidos. Gostaria de manter sigilo até para não plantar questionamentos, mas caso todo mundo optar por sair do partido, ninguém ficará desabrigado”, afirmou.

O PSD conta com quatro deputados estaduais, além de Wagner Ramos. São eles Gilmar Fabris, Nininho, Pedro Satélite, Zé Domingos Fraga.

O vice-governador Carlos Fávaro, presidente do diretório estadual do PSD irá entregar ao presidente da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (5) uma carta de renúncia. De acordo com Wagner Ramos, a decisão foi meramente jurídica, para que ele não corra o risco de assumir o governo depois do dia sete e se torne inelegível.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet