Olhar Direto

Terça-feira, 26 de maio de 2020

Notícias / Cidades

Aeroporto de Cuiabá está sem combustível e voos podem ser cancelados

Da Redação - Wesley Santiago

29 Mai 2018 - 08:17

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Aeroporto de Cuiabá está sem combustível e voos podem ser cancelados
O Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), está com falta de combustível. A informação foi divulgada pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), na manhã desta terça-feira (29). A Polícia Rodoviária Federal (PRF), Exército brasileiro e forças de segurança do Estado continuam a realizar escoltas de caminhões carregados com combustível para abastecer o aeródromo.

Leia mais:
Exército escolta carretas para normalizar abastecimento de combustível em Cuiabá; vídeo
 
Além de Cuiabá, na manhã de hoje também estavam sem combustível São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Aracaju (SE), Foz do Iguaçu (PR), Paulo Afonso (BA), Palmas (TO) e Imperatriz (MA). A Infraero informou que está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa.
 
Dos 13 voos programados até às 08h desta terça-feira em Cuiabá, apenas um havia sido cancelado pela companhia aérea. Além disto, dois estavam atrasados. Em todo o país, dos 291 programados, 28 foram cancelados e 24 sofreram atrasos.
 
O órgão ainda alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível nos terminais de origem e destino.
 
Vale lembrar que os aeroportos estão abertos e têm condições de receber pousos e decolagens. Nos terminais em que o abastecimento está indisponível no momento, as aeronaves que chegarem só poderão decolar se tiverem combustível suficiente para a próxima etapa do voo. Por conta disto, pode haver cancelamentos.
 
Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que planejem seus voos de acordo com a disponibilidade de combustível na rota pretendida.
 
Escolta
 
O Exército brasileiro é responsável por escoltar carretas cheias e vazias com o objetivo de normalizar o abastecimento de combustível em Cuiabá e Várzea Grande. Segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), duas equipes do Exército estão atuando de formas distintas.
 
Uma das equipes está escoltando carretas vazias, para que elas sejam reabastecidas no Estado de São Paulo: “A Petrobrás tem feito o manejo destas equipes. Estão indo oito veículos nossos”, afirmou Leandro Saraiva, da empresa Dalçoquio.
 
O inspetor Carvalho, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), afirmou que o abastecimento em São Paulo também visará o abastecimento de querosene, visando reabastecer o Aeroporto Internacional Marechal Rondon.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CARLOS SILVA
    30 Mai 2018 às 08:56

    QUE AEROPORTO DE CUIABA SE CUIABA NAO TEM AEROPORTO

  • Zeca
    29 Mai 2018 às 11:04

    Culpa dos 13 anos de PT que acabaram com a PETROBRAS, BNDES, CF, BR Distribuidora e tantas outras estatais cujos atos de corrupção motivaram os aumentos absurdos dos combustíveis.

  • Moises
    29 Mai 2018 às 11:00

    Manchete esquisita. Se está sem combustível, os voos não “podem ser cancelados” .... “devem ser cancelados” ...pois, não vai dar uma de LAMIA......

  • Mulher ma
    29 Mai 2018 às 09:38

    Agradeça a temer.

  • Siminina
    29 Mai 2018 às 09:35

    Tomara que se resolva até sexta-feira... o complicado é quando o custo de uma viagem faz muita diferença no seu bolso e você ainda acumula o risco de perder uma oportunidade de estudo. As reivindicações são importantes, claro, mas inúmeras pessoas serão prejudicadas e estes impostos retirados do combustível serão adicionados em outros itens de consumo. O que se deveria reivindicar seria a redução da quantidade de políticos, ministros, secretários, banir esse negócio de um monte de assessores desnecessários (o trabalhador comum não tem assessor e trabalha o triplo) e cortar os salários deles pela metade (por enquanto), isso sim! Trabalho de vereadores e deputados, na realidade, tinha que ser voluntário, de meio período, tipo trabalhar por amor ao seu país.

Sitevip Internet