Olhar Direto

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

​ex-magistrada

Taques busca aproximação com PSL para dividir palanque com Selma Arruda

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Taques busca aproximação com PSL para dividir palanque com Selma Arruda
O governador Pedro Taques (PSDB) e a pré-candidata ao Senado Selma Arruda (PSL) reuniram-se na noite de sexta-feira (1) para discutir política na casa do governador. Taques busca uma aproximação com a magistrada aposentada para uma eventual composição nas eleições de outubro, em que ele saia à reeleição tendo ela como candidata ao senado no mesmo palanque.

Leia também:
"Não estou atrelada ao governador", afirma Selma Arruda sobre candidatura ao Senado
 
Selma, no entanto, é reticente quanto à possível composição. Isso porque, segundo ela, as alianças dos PSL precisam ser discutidas nacionalmente. Além disso, o partido já possui pré-candidato ao governo em Mato Grosso, Dilceu Rossato.
 
“Não vou dizer que foi infrutífera, mas não teve uma proposta direta”, afirmou a juíza aposentada em entrevista por telefone. “O governador nos convidou para uma reunião política, expôs os feitos da gestão dele e se mostrou disposto a uma aliança”, informou.
 
O interlocutor da reunião foi o deputado federal Victório Galli (PSL), que apoiou Taques na eleição de 2014 e nunca rompeu com o tucano. “Sou meio novata nesse meio político, mas as pessoas dizem que reuniões como essa são normais em momento de pré-campanha”, minimizou Selma sobre o encontro.
 
Assim que assumiu a pré-candidatura ao Senado, Selma fez questão de marcar posição de distanciamento do governador. Pedro Taques, sempre que perguntado, afirma ser um “incentivador” da candidatura de Selma Arruda e “de todas as pessoas de bem”.
 
O grupo político situacionista tem Nilson Leitão (PSDB) como pré-candidato ao Senado. A outra vaga seria destinada ao Dem, cujo pré-candidato é o ex-senador Jayme Campos, mas a a legenda tem se distanciado cada vez mais do projeto tucano e se articulado para lançar Mauro Mendes na disputa pelo Paiaguás.
 
Selma Arruda se notabilizou pelo trabalho desempenhado na Sétima Vara Criminal de Cuiabá e tem como mote político o aperfeiçoamento dos mecanismos de combate à corrupção, com base na sua experiência como magistrada. O combate à corrupção também foi mote de campanhas passadas do governador Pedro Taques. O tucano, no entanto, teve escândalos na atual gestão, como o investigado na Operação Rêmora, que descobriu um cartel de empresas que atuava na Secretaria de Educação. Na esteira das investigações, o ex-secretário de Educação Permínio Pinto (PSDB) acabou preso por determinação da própria Selma Arruda.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x