Olhar Direto

Segunda-feira, 19 de abril de 2021

Notícias / Esportes

CORRIDA AO TÍTULO

Pontos de concentração em Cuiabá e VG recebem público menor que o esperado

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

17 Jun 2018 - 16:45

Foto: Isabela Mercuri/ OD

Pontos de concentração em Cuiabá e VG recebem público menor que o esperado
Até parece que a torcida de Mato Grosso estava adivinhando que o resultado não seria o esperado, na estréia da seleção brasileira, na Copa da Rússia 2018. Por conta disso, a expectativa de público acabou frustrada nos principais pontos de concentração de torcedores em Cuiabá, como as Praças Popular e da Mandioca; e, em Várzea Grande, na Praça Áurea Bráz (Cristo Rei).
 Considerado um point da cuiabania, a Praça da Mandioca preparou festa “para mais de duas mil” pessoas, mas recebeu menos de 400, para assistir ao empate em 1 a 1 do Brasil com a Suíça, na Arena Rostov, na Rússia. Philippe Coutinho marcou o gol do escrete canarino, enquanto Zuber empatou, para os suíços, num lance em que fez falta no zagueiro Miranda.

Leia Mais:
- Nadador mato-grossense ganha cinco medalhas em competição em Portugal
 
- Jogador do Cuiabá dá chapéu e marca gol por cobertura; gol está entre os mais bonitos da semana

Na Praças Popular e Oito de Abril, em frente ao Choppão, também houve concentração abaixo do esperado. A Polícia Militar projetou “cerca de 400”, na Praça Popular, mas não quis calcular nas imediações do Choppão, por considerar tratar-se de ambiente privado.
 
As principais ruas e avenidas de Cuiabá ficaram praticamente desertas, na hora do jogo de estréia da seleção. Era possível circular com total tranqüilidade pelas Avenidas Miguel Sutil (Perimetral), Getúlio Vargas, Coronel Escolástico (Prainha), Isaac Póvoas, Fernando Correa da Costa, Rubens de Mendonça (CPA) e XV de Novembro, entre outras.
 
Vestido a caráter, o empresário Marcus Araújo, dono do Restaurante Araújo, observou que a Praça da Mandioca sempre foi palco de grandes comemorações, na Capital de Mato Grosso, com expectativa de bom público. Todavia, advertiu que “a seleção de Tite tem que ajudar” para que o torcedor demonstre empolgação.
 
“É verdade que aqui é o ponto de comemoração. Mas, se a seleção brasileira não vencer, ninguém vem”, citou Marcus Araújo.
 
O ex-rei momo Mário César Carvalho, dono do Azambuja Bar, preferiu projetar que “dias melhores virão”, numa referência aos próximos jogos contra Costa Rica e Sérvia. “Eu sou otimista! O Brasil vai vencer e vamos comemorar aqui na [Praça da] Mandioca”, avaliou Mário César.
 
Sem confirmação mínima de um número de clientes com ingressos para assistirem open bar, o Eva’s Lanchonete, do CPA-I (Morada da Serra), liberou o acesso, para reduzir o provável prejuízo. As pessoas que adquiriram os convites poderão utilizá-los na próxima partida, contra a Costa Rica, na próxima sexta-feira (22), a partir das 8 horas.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet