Olhar Direto

Terça-feira, 27 de julho de 2021

Notícias | Cidades

COPA DO MUNDO

Entusiasmados, cuiabanos decoram ruas com as cores do Brasil e acreditam no Hexa

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Entusiasmados, cuiabanos decoram ruas com as cores do Brasil e acreditam no Hexa
É como um ritual: a cada quatro anos, moradores enfeitam as ruas com verde e amarelo, como forma de apoio à seleção brasileira. Embora as lembranças da última derrota na Copa de 2014, por 7x1 para a Alemanha ainda assombre alguns, os cuiabanos acreditam que o tão sonhado hexa irá chegar neste ano. 


Leia mais: 
 ​Fotógrafo cuiabano que mora na Rússia fala das diferenças entre as duas últimas Copas do Mundo

No bairro Bela Vista, em Cuiabá, o sentimento de esperança tomou conta dos moradores. Em meio as ruas com bandeirinhas e frases de estimulo (como "Vai Brasil"), estão duas pinturas de Neymar Júnior e dos lateral-esquerdo Marcelo. Em uma esquina, a pintura de Jesus também ganhou espaço. De braços abertos e com dois traços verde e amarelo no rosto, o símbolo do Cristianismo segura a bandeira da Brasil. 



Artista plástico há 28 anos, Regis Gomes, 43, foi responsável por grande parte das pinturas. Segundo ele, os moradores da região sempre se preparam e decoram as vias nas principais datas comemorativas. “Não sou só eu. O pessoal da rua se reúne. Eu gosto muito de morar nesta rua, principalmente por isso. Não só na Copa, mas em todas as datas festivas do ano, nesta rua o pessoal se reúne para fazer”, contou ao Olhar Direto.
 
Apesar da crise econômica e politica que o país enfrenta, os cuiabanos se mostraram entusiasmados, embora mais da metade dos brasileiros admitam não ter nenhum interesse pelo Mundial, isso em um ano eleitoral e ainda com ressaca da manifestação dos caminhoneiros, segundo pesquisa do Datafolha divulgado pela Folha de São Paulo.

O momento que o Brasil está passando é a explicação de Regis para a falta de interesse da população na Copa do Mundo. “O momento do Brasil está meio complicado, falta de dinheiro e desemprego. Futebol brasileiro, todo mundo gosta, principalmente quando é Copa do Mundo. Quando você vê que não encontra isso na cidade, ai é a prova real da crise do Brasil”, lamentou.
 
José Márcio, de 35 anos, mora há mais de dez anos na comunidade. O sentimento de frustração com a goleada sofrida diante da Alemanha na última Copa, não atingiu José.  Ele acredita que o Brasil terá a oportunidade de mostrar seu potencial em campo e alcançar pela sexta vez o título de campeão numa Copa do Mundo. “Que venha a Alemanha de novo para meter logo um 8x1. Tem que descontar”, afirmou.
 
Segundo José, para enfeitar as ruas, os moradores se uniram e fizeram uma ‘vaquinha’. “A gente sai de casa em casa pedindo ajuda, para comprar e estar fazendo as bandeirolas. O pessoal aqui é animado”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet