Olhar Direto

Sábado, 23 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

NO CONTRA-ATAQUE

Taques diz que não se incomoda com críticas, mas desabafa ao cobrar reconhecimento

26 Jun 2018 - 17:52

Do Enviado Especial a Chapada dos Guimarães - Ronaldo Pacheco

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Taques diz que não se incomoda com críticas, mas desabafa ao cobrar reconhecimento
Cercado por líderes políticos, assessores e aliados, o governador José Pedro Taques (PSDB) utilizou evento em Chapada dos Guimarães para desabafar e cobrar que sejam reconhecidos os avanços do governo de Mato Grosso, durante o seu mandato. Ele citou como exemplo o fato de ser criticado por faltarem 23 quilômetros de asfalto até o Distrito de Água Fria, em Chapada, apesar de terem sido pavimentados outros 23 quilômetros; e de criticarem a entrega de títulos definitivos, para  quem aguarda há 40 anos.
 
Taques e a prefeita Thelma de Oliveira (PSDB), de Chapada, lançaram os últimos 23 quilômetros restantes de pavimentação da Rodovia Manoel Maria Albernaz Filho Manequinho (MT-020), ligando ao Distrito de Água Fria. Depois, se reuniram com dirigentes da agropecuária no Sindicato Rural de Chapada e, por fim, após o almoço, entregaram títulos definitivos para cerca 200 pequenos agricultores, na localidade de Jangada do Roncador.  

Leia mais:
- Governador assina contratos que asseguram R$ 800 mi para construção de pontes e estradas
 
- “A eleição não precisa ter tantos gastos”, afirma Taques ao defender respeito ao limite imposto pelo TSE

“Fizemos 23 quilômetros do asfalto da MT-020. Ficam cobrando os 23 quilômetros restantes e se esquecem do que já foi realizado. Estou acostumado com as cobranças dos cidadãos de Mato Grosso”, observou ele, nesta terça-feira (26), no entroncamento da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251) com MT-020.
 
O chefe do Poder Executivo lembrou que houve muito mais acertos do que erros. “Podem criticar à vontade, mas reconheçam o que fizemos. Os avanços do nosso governo”, avaliou ele.
 
Pedro Taques lembrou que recebeu críticas por entregar títulos definitivos de conjuntos habitacionais da antiga Cohab, via Desenvolve MT (antiga MT Fomento), e de áreas rurais pelo Instituto de Terras do Estado (Intermat). “Porque não cobraram dos outros governos que não fizeram? Nós estamos fazendo. Entregando títulos de propriedade a milhares de famílias que esperavam há 40 anos”, argumentou Taques.
 
Para ilustrar sua atuação na saúde de Mato Grosso, o governador avocou o testemunho do ex-prefeito Sebastião Moreira Treme Terra da Silva (PSDB). “Porque o  senhor está com óculos escuros [sob sol intenso]?”, questionou ele. “Hoje estou enxergando, graças  à cirurgia  que esperava a muitos anos”, disse Sebastião Treme Terra.
 
Por conta da atenção dispensada pelo Palácio Paiaguás às necessidades de Chapada, nos últimos três anos,  vereador Manoel Maria Albernaz Neto, o Netinho (DEM), anunciou seu apoio à reeleição de Pedro Taques. Embora o Democratas  deva lançar o ex-prefeito Mauro Mendes ao governo de Mato Grosso, Ntinho Albernaz avisou que não tem volta e que o seu apoio é para reeleição de Taques.
  
Antes de encerrar o evento, o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte monteiro, anunciou a conquista da licença ambiental para recapeamento da Rodovia Emanuel Pinheiro entre o rio Motuca e o Terminal Turístico de Salgadeira. É o último trecho que ainda falta ser reconstruído.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet