Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

Jayme garantido

Garcia aposta em "maturidade" para definir 2ª vaga de Senado entre Sachetti e Fávaro

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Garcia aposta em
Com conversas adiantadas com PRB e PSD, o DEM tem o desafio de encaixar os nomes postos como pré-candidatos para a majoritária em seu arco de aliança para as eleições de outubro. O partido, que deve oficializar a candidatura de Mauro Mendes para o governo e Jayme Campos para o Senado nos próximos dias precisará de muito diálogo para manter as siglas aliada.

Leia também
Mauro Mendes passa por cirurgia ortopédica e vai fazer campanha de muletas, se for candidato a governador de MT


De acordo com o presidente estadual do DEM, deputado federal Fábio Garcia, o partido pretende contar com o apoio tanto do PRB, quanto do PSD e precisará de muito diálogo para ter um entendimento, pois as siglas não abrem mão das candidaturas de Adilton Sachetti e de Carlos Fávaro para a segunda vaga de Senado. A primeira é a de Jayme Campos. 

“Nós vamos ter que entrar em um entendimento. E eu acredito muito na maturidade do grupo, acredito que é necessário para a construção do projeto que entendam a situação e reconsiderem algumas posições. E todos nós precisamos estar dispostos para fazer gestos como este para conseguirmos o objetivo maior que é a construção deste novo projeto para Mato Grosso. Acredito que o diálogo vai permitir fazer este entendimento. Pode ter certeza que não vamos rifar ninguém”, disse o parlamentar em entrevista à rádio Capital FM na manhã desta sexta-feira (29).

Ao que tudo indica, o deputado federal Adilton Sachetti está um passo à frente para a segunda vaga na preferência das lideranças do Democratas, pelo apoio financeiro ao projeto e pela sua proximidade com o ministro da Agricultura Blairo Maggi.

Caso não recue da decisão de ser candidato ao Senado, o ex-vice-governador Fávaro deve seguir com o grupo que apóia o senador Wellington Fagundes (PR) para o Governo do Estado, que conta com as pré-candidaturas da empresária Margareth Buzetti (PP) e da ex-reitora Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB). Há também uma tentativa de reaproximação de Pedro Taques com o PSD. O governador, inclusive, já elogiou o empresário Roberto Dorner como possível candidato a vice na disputa pela reeleição.

Ainda de acordo com Fábio Garcia, o DEM segue conversando com vários partidos para formar um arco de aliança forte e com maior tempo em TV até as convenções. “A expectativa é de que nós possamos fechar estas alianças o quanto antes. Temos até a data da convenção para fechar todas as alianças. Nós temos tempo ainda para construir isso”.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet