Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

Diálogos

Grupo de Mendes busca aproximação com MDB e descarta candidatura avulsa ao Senado

09 Jul 2018 - 18:28

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Grupo de Mendes busca aproximação com MDB e descarta candidatura avulsa ao Senado
O grupo de Mauro Mendes (DEM), pré-candidato ao governo do Estado, está em busca de uma aproximação com o Movimento Democrático Brasileiro (MDB). O presidente regional do Democratas, deputado federal Fábio Garcia, confirmou que teve uma reunião com o comandante do partido em Mato Grosso, Carlos Bezerra. Além disto, aproveitou para explicar que a coligação terá apenas dois candidatos ao Senado. Sendo assim, sobrará para Adilton Sachetti (PRB) ou Carlos Fávaro (PSD) recuar.

Leia mais:
Mauro lidera disputa ao Paiaguás com 23% das intenções de voto; veja índices de rejeição
 
“Óbvio que continuamos conversando com outros partidos. A coligação se consolida apenas na data das convenções partidárias. Temos conversando com PDT, PRB, PSD, DEM e outros como PROS, PHS e PV. Se o MDB entender que nosso projeto é bom, podemos compor sim”, comentou Fábio Garcia nesta segunda-feira (09).
 
Fábio ainda confirmou que se reuniu com Carlos Bezerra para discutir e apresentar ideias para o projeto de levar Mauro Mendes ao governo: “Foi uma conversa preliminar, mostrando o que gente pensa para o futuro do Estado. Vamos continuar dialogando com todos. Não teve nenhuma exigência para nada”.
 
Por fim, o presidente do DEM ainda confirmou que o grupo terá apenas dois candidatos ao Senado: “Precisamos de diálogo para definir as nossas vagas. Todos precisamos de pensar no bem de Mato Grosso. Tenho convicção que vamos definir tudo. No nosso projeto está decidido que serão duas candidaturas apenas, não teremos uma avulsa”.
 
Oficialmente Mauro ainda não assumiu a condição de pré-candidato, embora tenha participado de praticamente todas as viagens e encontros regionais realizados pelo DEM. A justificativa dada pelo ex-prefeito de Cuiabá é de que ainda falta a certeza da viabilidade política e financeira para que o martelo seja batido. Mendes, no entanto, já teria fechado contrato com o marqueteiro Antero Paes de Barros para fazer a campanha.
 
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as convenções partidárias vão ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. É neste período que os partidos políticos vão poder escolher oficialmente candidatos a governador e vice-governador, senador e suplentes, deputados federais e deputados estaduais.
 
Ainda de acordo com calendário eleitoral de 2018, eles têm até as 19h do dia 15 de agosto para apresentar ao TSE o requerimento de registro de candidatos a todos os cargos pleiteados. A partir do dia 16 de agosto será permitida a propaganda eleitoral.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet