Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

DE MULETAS

Em reunião, PDT amplia pressão sobre o DEM para garantir vaga ao Senado para Sachetti

13 Jul 2018 - 17:27

Da Redação - Érika Oliveira / Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

Foto: Ronaldo Pacheco/ OD

Fábio Garcia e Adilton Sachetti se reuniram na tarde desta sexta-feira (13)

Fábio Garcia e Adilton Sachetti se reuniram na tarde desta sexta-feira (13)

A permanência de PDT e PRB na aliança com Democratas, encabeçada pelo ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), enfrenta momentos de tensão e risco real de defecção. O rompimento só não aconteceu ainda por causa do diálogo do presidente regional do DEM, deputado federal Fábio Garcia, com o presidente do PRB, deputado Adilton Sachetti; e o ex-prefeito Otaviano Pivetta, da Executiva do PDT.

Nesta sexta-feira (13), Garcia, Sachetti, Pivetta e o marqueteiro Antero Paes de Barros almoçaram em um restaurante de Cuiabá para aparar arestas e evitar o racha. A reportagem do Olhar Direto esteve no local e conversou com alguns dos principais envolvidos na celeuma, que garantiram estar caminhando para “encaixar” tanto PRB quanto PSD na coligação.

Leia mais:
Sachetti diz que só deixará grupo de Mendes se todas as possibilidades de aliança se esgotarem

Sempre moderado em suas declarações, Sachetti avaliou que a disputa engrandece o grupo. “Algumas situações tem que ser superadas, mas nós vamos trabalhar para superar. Tem que botar daqui uns dias todo mundo junto e chegar a conclusão de qual é o melhor caminho, até lá temos que continuar conversando. Não tem por que não disputar como estamos disputando com o Fávaro, é bem vindo, cresce o grupo. Lá na frente é que nós vamos tirar conclusão disso e encontrar espaço para todos se acomodarem”, defendeu.


(Foto: Ronaldo Pacheco/ Olhar Direto)

Fábio Garcia, por sua vez, afirmou que o encontro era apenas um almoço informal e asseverou que as informações que têm circulado na imprensa, que remontam a uma crise no grupo, são apenas “fofoca”.

“É um momento que tem muita fofoca mesmo, a gente precisa se abstrair das fofocas e irmos aos fatos. O fato que a gente tem é que o Mauro será candidato a governador. Outro fato é que nós continuamos contando com o apoio do PDT, continuamos contando com o apoio do PRB do Adilton, do PSD do Fávaro, na construção dessa aliança. O fato numero três é que nós temos ainda uma decisão a tomar e uma composição a ser feita, já que nós temos só uma vaga ao Senado e dois pré-candidatos”, disse o presidente do Democratas.

Conforme divulgado pelo Olhar Direto, Zeca Viana, presidente do PDT, não gostou das novas alianças e chegou a dizer que não iria permitir a vinda de Fávaro para o grupo, sugerindo que as pretensões do ex-vice-governador fossem meramente eleitoreiras.

Pivetta, propenso candidato a vice de Mauro, preferiu não colocar lenha na fogueira e limitou-se a dizer que, embora não vetasse a vinda de Fávaro, a decisão estava nas mão do presidente de seu partido.

Sachetti negou que ele, Pivetta e Zeca estejam trabalhando nos bastidores para construir uma candidatura própria, conforme foi aventado, caso a segunda vaga ao Senado do grupo de Mauro seja cedida para o PSD.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet