Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

Veto a 9 partidos

Galli confirma que Executiva Nacional definirá coligação do PSL em Mato Grosso

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Deputado federal Victório Galli ao lado de Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente

Deputado federal Victório Galli ao lado de Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente

O presidente regional do PSL, deputado federal Victório Galli, confirmou que a decisão final sobre a coligação em Mato Grosso só será definida com o aval da Executiva Nacional. Ele informou que, no período das convenções, irá enviar um relatório à Executiva Nacional sobre o que está sendo conversado com os cabeças de chapa em Mato Grosso para que o martelo seja batido.

Leia mais
PSL nacional veta Selma na chapa de Taques e abre espaço para Sachetti ao Senado


Galli, que já conversou com o ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), com o senador Wellington Fagundes (PR) e com o governador Pedro Taques (PSDB), disse não abrir mão de exigências como o palanque para o presidenciável Jair Bolsonaro, a garantia da vaga ao Senado para a juíza aposentada Selma Arruda, além de uma chapa pura para os candidatos a deputados estaduais e ter uma legenda competitiva para deputados federais.

Para o deputado, o único grupo que tem atendido todas estas exigências é o liderado pelo PSDB, que é um dos nove partidos vetados pela executiva nacional, conforme uma resolução publicada pelo presidente Gustavo Bebianno no início deste mês.

“Quero lembrar a todos os mato-grossenses que no PSL quem bate o martelo final para a coligação majoritária é a nacional do partido. Oficialmente tudo irá acontecer nas convenções. Vamos pegar todas as propostas que temos aqui e levar até eles. Eu vou fazer um relatório certinho do que está acontecendo e vamos passar para nacional e eles que vão dar o veredito final”, explicou o deputado em entrevista a rádio Capital FM nesta quinta-feira (19).

O parlamentar e a juíza aposentada tem se reunido bastante com o governador Pedro Taques nos últimos dias e deve fechar um acordo de coligação nos próximos dias. No último dia 3, o presidente nacional do PSL publicou no site oficial do partido um comunicado vetando coligações estaduais com coligação com as seguintes agremiações partidárias: PDT, PT, PCdoB, PSTU, PCB, PCO, PSOL, REDE e o PSDB.

O comunicado ainda deixou claro que caso os partidos nos estados contrariem a orientação, as deliberações das convenções poderão ser anuladas pela Comissão Nacional.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet