Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

proteção animal

OPA-MT vê maus-tratos em pintura de cavalo por crianças durante atividade pedagógica

Foto: Ana Paula Vasconcelos

OPA-MT vê maus-tratos em pintura de cavalo por crianças durante atividade pedagógica
Um cavalo foi usado como "tela" e pintado com tinta e canetinhas por crianças durante uma atividade hípica, em uma colônia de férias, em Brasília. O que era para ser uma atividade pedagógica acabou se tornando alvo de críticas.  A atividade é vista pela fundadora da Organização de Proteção Animal de Mato Grosso (OPA-MT), Michelle Scopelcomo, como maus-tratos, já que a situação causa stress e desconforto ao animal.

Leia mais: 
Após cinco dias, com ajuda de trator, gata é resgatada de bueiro com 30 metros de profundidade

“O animal com certeza deve ter ficado estressado com a situação, várias crianças rabiscando ele, isso gera um desconforto no animal”, disse a protetora ao Olhar Direto. Este é apenas um caso de repercursão da mídia, mas segundo ela, constatemente recebe denúncias de maus-tratos que envolvem cavalos, principalmente aqueles que residem em chácaras e fazendas de Cuiabá e região

“Trabalham no sol quente, muitas vezes sem ao menos receber água. Hoje mesmo recebi denúncia de um cavalo que está em um bairro há vários dias, abandonado, comendo lixo, ou seja, quando não servem mais, quando ficam doentes são descartados”, afirmou.
 
Entre as denuncias mais comuns estão a falta de alimentação e cavalos usados para transporte excessiva de cargas. Embora receba muitas denúncias sobre cavalos em situações degradantes, a protetora lamenta o fato de não conseguir fazer o resgate, já que é um animal de grande porte. “Tentamos sempre conseguir um lar para eles, e também quando estão doentes, tentamos um tratamento”, contou.
 
Na imagem compartilhada pela advogada e ativista Ana Paula Vasconcelos, é possível ver que as tintas se espalharam pelo dorso, pelas patas e pelo focinho do animal. "Eles tiveram a brilhante ideia de colocar o cavalo como tela de pintura, dizendo que seria atividade pedagógica. Disseram que era um cavalo resgatado, mas isso não justifica. A crueldade é a mesma", diz a advogada a reportagem do G1-DF.  "É um desserviço. A gente tenta, o tempo todo, construir uma ideia de respeito aos animais. De repente, as crianças são colocadas nesse tipo de atividade?"
 
A pintura é atóxica e não faz mal ao cavalo nem à criança, segundo o responsável pelo marketing da Escola de Equitação da Hípica, Muriell Marques. "Isso se usa muito lá fora, ainda está chegando no Brasil, que é a pintura atóxica. Depois, a gente leva o animal para ser lavado e a própria criança ajuda a lavar", afirmou. "É visível que o animal está tranquilo, que não estava estressado."

Michelle disse que falta discernimento das pessoas. Ela, por exemplo, não considera a atividade normal.  "Não considero isso uma atitude normal, pintar o cavalo", disse. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet