Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

crítica a ex-aliados

Taques lança pré-candidatura, prega união e diz que adversários “fazem o diabo” para ganhar eleição

24 Jul 2018 - 16:32

Da Reportagem Local - Érika Oliveira e Carlos Gustavo Dorileo

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Taques lança pré-candidatura, prega união e diz que adversários “fazem o diabo” para ganhar eleição
O governador Pedro Taques (PSDB) acaba de anunciar sua pré-candidatura à reeleição, em evento realizado na sede do PSDB, na tarde desta terça-feira (24), em Cuiabá. O chefe do Executivo criticou os adversários, que segundo ele “fazem o diabo” para ganhar eleição e disse que tomou a decisão de entrar na disputa depois de ver “as forças que estão se formando do outro lado”. Conforme Taques, esta nova aliança que se forma, com Selma Arruda (PSL) e Nilson Leitão (PSDB) ao seu lado na majoritária, reproduz a "união" daqueles que ainda acreditam em seu Governo.

Leia também:
"Ser prefeito me custou caro", afirma Mauro Mendes ao oficializar pré-candidatura
 
"Eu conversei com a minha família, com os meus amigos – aqueles muitos amigos que eu tenho -, conversei com várias pessoas a respeito dessa pré-candidatura. Nós todos sabemos que em uma caminhada, numa navegação, para você atravessar o mar, muitas vezes, muitas pessoas ficam para trás, muitas pessoas abandonam o barco. E também existem os traidores. Muitos ficaram para trás. Tivemos 3 anos de tempos difíceis, mas nós já estamos vendo o outro lado do rio", iniciou o governador, que foi fortemente aclamado durante todo o seu discurso.

Apesar de não citar nomes nem siglas, a fala de Pedro Taques pode ser entendida como uma crítica direta à aliança do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) com o MDB, partido que elegeu Silval Barbosa em 2014.
 
“Enquanto alguns querem pregar o caos, alguns desinformados, ou por má fé fazem o diabo para chegar ao poder, nós aqui estamos pregando a união, a esperança”, discursou Pedro Taques.
 
O governador disse que aceita o desafio de disputar o voto dos mato-grossenses novamente porque tem clareza de que fez um bom trabalho neste primeiro mandato como governador. “Temos lá na frente a esperança. Quero dizer ao presidente do meu partido, Paulo Borges, que eu aceito ser pré-candidato ao governo de Mato Grosso. Aceito porque fizemos mudanças e temos mais mudanças a fazer. Aceito porque o Brasil tem mudado e essas mudanças começara aqui em MT há 1 ano”, discursou.
 
Taques admitiu que não conseguiu fazer tudo o que foi prometido na campanha passada, conforme rebatem seus adversários, mas assegurou que agora terá a oportunidade de explicar porque alguns projetos não saíram do papel. “Eu não tenho medo do meu passado, por isso eu não temo o meu futuro. Por isso eu quero continuar a bem governar Mato Grosso”.

Segunda oficialização do dia 

O lançamento da pré-candidatura de Taques aconteceu poucas horas após a confirmação do projeto eleitoral de Mauro Mendes, em entrevista coletiva concedida em um hotel de Cuiabá.  Na ocasião, o ex-prefeito da capital não poupou críticas à atual administração.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet