Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

Para Senado

Sachetti descarta aliança com Mendes e cogita chapa avulsa ou aliança com Wellington

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Sachetti descarta aliança com Mendes e cogita chapa avulsa ou aliança com Wellington
O deputado federal Adilton Sachetti (PRB) não estará no grupo de Mauro Mendes (DEM) na eleição de outubro. Os dois se reuniram na manhã desta quinta-feira (25) e não chegaram a um acordo para adequar o parlamentar na chapa, que deve anunciar o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) como pré-candidato à segunda vaga de Senado nas próximas horas.

Leia também
Com cinco partidos, Mauro diz que não terá problemas com indicações para secretários, mas exigirá competência


A informação foi confirmada pelo próprio Sachetti. Na última conversa, Mendes foi sincero em dizer que não teria espaço para o parlamentar em sua chapa, pelo fato de ele não abrir mão de disputar o cargo de senador.

Com a decisão, Sachetti voltará a conversar com o senador Wellington Fagundes (PR) para conseguir espaço. O deputado também não descartou disputar a eleição com uma candidatura avulsa.

Mais cedo, a Rádio Capital divulgou entrevista concedida por Sachetti antes da reunião com Mauro Mendes. Na ocasião, ele já aventava a possibiliade de disputar as eleições longe do Democratas. 

“Exatamente, tem duas possibilidades. Tenho conversado com o grupo do Wellington, que graças a Deus nunca me fechou as portas. Tenho também a possibilidade de uma candidatura avulsa, que é possível, já tivemos em outros pleitos outros candidatos avulsos, então existem duas possibilidades para eu disputar”, disse em entrevista a Rádio Capital FM.

O republicano ainda explicou que caso não entre no arco de aliança de Fagundes, poderá se unir a partidos pequenos.  

"Os partidos pequenos são praticamente os últimos que agregam nas coligações. É só depois que se definem as majoritárias é que se definem as ‘frentinhas’. Isso ainda tem tempo de compor, para os partidos formar a ‘frentinha’ para que tenham tempo de televisão, para poder apresentar a candidatura ao Senado", avaliou.

O deputado tem até o dia 5 de agosto para definir entre as duas opções, para conseguir disputar o Senado.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet