Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

Criticou MDB

Governador diz não reconhecer mais ex-aliados e que Silval é quase coordenador de Mendes

24 Ago 2018 - 08:18

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Da Reportagem Local - Érika Oliveira

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Governador diz não reconhecer mais ex-aliados e que Silval é quase coordenador de Mendes
Nesta semana, o governador Pedro Taques (PSDB) criticou o grupo do ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), dizendo que jamais se aliaria ao MDB, e que o ex-governador Silval Barbosa, em prisão domiciliar por corrupção desde 2017 já é quase seu coordenador de infraestrutura, por conta de criticas feitas por ele ao lançamento da obra do Rodonael, na semana passada.

Leia também:
Botelho afirma que deputado não precisa ficar no Plenário: “só se amarrar”


Questionado sobre um possível segundo turno na eleição de outubro, Taques disse não estar preocupado com a hipótese, mas fez questão de recordar ter visto na imprensa que o grupo de Mendes, candidato ao governo já está negociando secretarias, além de vagas no Tribunal de Contas e no Tribunal de Justiça do Estado.

“Não trabalho com esta perspectiva, ainda está muito cedo. Agora, conforme um jornal, tem candidato que já escolheu quem vai para Tribunal de Justiça, quem vai para o Tribunal de Contas, para as secretarias. Isso já ta definido, segundo eles já ganharam a eleição. Eu estou mostrando com humildade o que fizemos”, alfinetou.

O governador ainda declarou que hoje em dia não reconhece mais os seus adversários, que foram seus aliados na eleição passada. Ele também criticou duramente o arco de aliança construído na oposição, dizendo que jamais se aliaria ao MDB e afirmou que o ex-governador Silval Barbosa já é quase um coordenador na campanha de Mendes.

“Eu os conheci, hoje eu não os conheço mais. Eu não me aliaria ao MDB do Silval Barbosa, que aliás o Silval está defendendo o Mauro no caso do rodoanel. Vi uma entrevista dele fazendo campanha. É quase um coordenador do Mauro. É um coordenador de infraestrutura”, afirmou.

Apesar das trocas de farpas pela imprensa, Taques e Mendes foram aliados na última eleição ao governo, porém o modelo de gestão utilizado pelo tucano acabou deixando o Democrata, além de vários outros políticos do grupo, como o ex-vice-governador Carlos Favaro (PSD) e o coordenador de campanha na época, Otaviano Pivetta (PDT) descontentes.

Em entrevistas, ambos já declararam que não pretendem fazer uma campanha baseada em ataques, porém hora ou outra acabam se alfinetando. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet