Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Mauro diz que Silval “merece surra” e garante que não irá evitar críticas por aliança com MDB

Da Redação - Érika Oliveira

29 Ago 2018 - 07:59

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Mauro diz que Silval “merece surra” e garante que não irá evitar críticas por aliança com MDB
O candidato ao Governo de Mato Grosso, ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), afirmou que não irá se furtar de lançar criticas a Silval Barbosa, tendo em vista sua aliança com o MDB – antigo partido do ex-governador -, e disse que ele “merece surra” pelo que fez com Mato Grosso. O democrata tem tentando desvincular sua imagem de Silval, desde que Pedro Taques (PSDB), seu adversário na disputa pelo Paiaguás, passou a associá-los. Esta semana, por exemplo, o tucano afirmou que Silval era “quase um coordenador de Mauro”.

Leia mais:
Governador diz não reconhecer mais ex-aliados e que Silval é quase coordenador de Mendes

“O Silval é filiado ao MDB? O MDB nunca me disse que era para defendê-lo. Ele mesmo confessou os erros que praticou. E eu tenho certeza que o nem o MDB, nem o Bezerra, nem eu, nem ninguém compactua com o que ele fez. Ele merece surra sim, porque o que ele fez foi muito errado”, disse Mauro Mendes, ao ser questionado sobre as declarações de Pedro Taques.

O apoio do MDB à candidatura de Mauro Mendes, conforme adiantou o Olhar Direto, foi firmado no final do mês passado, pouco antes das convenções partidárias, durante reunião entre lideranças do grupo democrata e o presidente do partido em Mato Grosso, Carlos Bezerra.

Entre tantas polêmicas envolvendo o anúncio da aliança entre o MDB e o DEM, passaram a circular nos bastidores rumores de que Mauro teria oferecido secretarias, vagas no Tribunal de Contas e indicação ao Tribunal de Justiça em troca do apoio do MDB nestas eleições. A informação foi veiculada pelo jornal ‘A Gazeta’.

Além de usar este argumento em entrevistas recentes, Taques aproveitou afirmou que não reconhece mais os seus adversários, que foram seus aliados em eleições passadas. Ele também criticou duramente o arco de aliança construído na oposição, dizendo que jamais se aliaria ao MDB e afirmou que o ex-governador Silval Barbosa já é quase um coordenador na campanha de Mendes.

“Eu os conheci, hoje eu não os conheço mais. Eu não me aliaria ao MDB do Silval Barbosa que, aliás, o Silval está defendendo o Mauro no caso do Rodoanel. Vi uma entrevista dele fazendo campanha. É quase um coordenador do Mauro. É um coordenador de infraestrutura”, declarou Pedro Taques.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet