Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Selma falta a reunião que solicitou por tempo de TV do PSDB e agrava crise na chapa governista

Da Reportagem Local - Erika Oliveira/ Da Redação - Lucas Bólico

29 Ago 2018 - 17:05

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Selma falta a reunião que solicitou por tempo de TV do PSDB e agrava crise na chapa governista
A reunião convocada para a tarde desta quarta-feira (29) entre o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e a juíza aposentada Selma Arruda (PSL) não cumpriu sua principal função: apagar o incêndio da nova crise instalada na chapa governista. A ausência de Selma, que foi quem solicitou o encontro, acabou por jogar mais gasolina na fogueira acesa pela disputa por tempo de televisão entre os senadores do grupo de Pedro Taques (PSDB). A magistrada aposentada ameaça ir à Justiça para abocanhar metade do tempo de televisão destinado ao PSDB. Os outros partidos da coligação discordam.

Leia também:
Selma se vê prejudicada e promete acionar Leitão na Justiça por tempo de TV

Leitão entende que deve ficar com a propaganda integral do PSDB e Selma do PSL e defende uma divisão somente do tempo dos demais partidos aliados. A tese é compartilhada pelas demais agremiações que compõem a coligação “Segue em frente Mato Grosso”, conforme ficou claro na reunião realizada nesta tarde. Selma, que preferiu não sentar à mesa com os tucanos, mandou seu advogado, Diogo Sachs, a representando. O deputado federal Victório Galli, presidente do PSL em Mato Grosso, também esteve na reunião defendendo os interesses da correligionária.   
 
Ao final da reunião, Paulo Borges, presidente estadual do PSDB, afirmou que a tese de Leitão é a acatada pela maioria. Seguindo essa estratégia, o tucano deverá ter 1 minuto e 4 segundos de tempo de horário eleitoral, enquanto Selma terá 28 segundos para se apresentar ao eleitor na propaganda gratuita. Borges ainda tentou dar uma ar de resolução ao problema, mas acabou por admitir que uma conversa direta entre Selma e Leitão é que poderia colocar uma pedra no assunto.
 
“Essa reunião deliberativa foi provocada pela candidata ao senado Selma Arruda, foi de plano acatado pelos partidos. Fizemos a reunião, deliberamos o entendimento, um alinhamento e tudo certo, tudo resolvido, e vamos trabalhar e pedir votos”, tentou minimizar. “A grande a maioria quase absoluta, menos o PSL, entendeu que cada partido fica com seu tempo”, completou.


Paulo Borges e Victório Galli debateram divisão do tempo entre candidatos ao Senado do PSDB e PSL

“Isso ai foi um entendimento da grande maioria dos presidentes de partidos que formam a coligação. Nós tivemos a presença do deputado Nilson Leitão [na reunião]. Então eu quero aqui agradecer esse desprendimento do deputado Nilson, que pelo fato de a Selma não estar presente, ele saiu do recinto. Não participou, deixou que os presidentes tomassem conta. Então tudo o que nós decidimos aqui pode ser mudado em uma conversa do deputado Nilson com a juíza Selma, que eles deverão ter de hoje para amanhã”.

Diante da possibilidade de Selma recorrer à Justiça, Paulo Borges cobrou ponderação. “Eu acho que vai prevalecer o bom senso, a união do grupo, a lealdade, é isso que a gente prega. Tem um conjunto de candidatos que têm muito a ganhar e muito a perder caso haja uma briga. Nós não precisamos de uma briga interna”, argumentou.
 
O que Selma diz
 
A juíza aposentada Selma Arruda afirmou em entrevista concedida ao Olhar Direto na última segunda-feira (27) estava se sentindo prejudicada e que iria tentar negociar a divisão de tempo internamente antes de buscar meios legais. “Essa questão está sendo discutida na coligação. E eu me vejo prejudicada, porque a coligação na quer me dar isonomia, não quer me dar minha parte do tempo como eu tenho direito. Eu ainda estou em negociação, não é algo definitivo, mas se não me derem esse direito eu vou ter que recorrer à Justiça”, disse Selma Arruda.

A assessoria de imprensa da candidata se manifestou sobre o ocorrido por meio de nota. Confira abaixo na íntegra:

Nota de Esclarecimento

A coordenação de campanha da juíza Selma Arruda, candidata ao Senado pelo PSL, esclarece que a juíza não faltou a reunião realizada na tarde desta quarta-feira (29.08) no diretório do PSDB, já que a reunião era direcionada aos presidentes dos partidos. Como é de conhecimento público, o presidente do PSL em Mato Grosso é o deputado federal Vitório Galli, que compareceu ao encontro, acompanhado do jurídico do partido.

Cabe frisar que a referida reunião foi convocada pelo presidente do PSDB, o senhor Paulo Borges, e não pela juíza Selma Arruda, conforme divulgado.


A coordenação esclarece ainda que, ficou surpresa com a recusa do partido tucano em não dividir o tempo de programa eleitoral de forma igualitária com o PSL, sob a justificativa de não estar autorizado a dar palanque à Bolsonaro, no entanto, o PSDB queria coordenar à visita do presidenciável à Cuiabá, mostrando um incongruência no posicionamento.

Por fim, cabe informar a todos que não haverá nenhuma reunião nesta quarta-feira, pois a candidata cumpre agenda em Rondonópolis, inaugurando o QG Pró-Bolsonaro.

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nilson
    30 Ago 2018 às 09:21

    MM. JUÍZA SELMA ARRUDA por favor tenha juízo sai dessa fria que vc entrou, fará um gasto desnecessário pois a partir da coligação com Pedro Grampolandua Mato Grosso revoltou contra sua aliança, isso foi totalmente um tiro no pé. Ainda tem tempo faça um acordo com Mauro Mendes para assumir a secretária de Segurança de MT e faz uma aliança com Carlos Favaro e ficará bom para todos e ainda Mato Grosso tera uma Secretaria de rocha

  • Carlos Nunes
    30 Ago 2018 às 08:06

    Ih! PSDB não ganha mais...nem tio Alckmim ganha pra presidente, nem tio Taques é reeleito. Ontem na entrevista do Jornal Nacional, o Bonner mostrou vários assessores do Alckmim que foram denunciados, e foi feita a pergunta: só nos outros partidos eles acham que tem irregularidades, no PSDB não tem? Tio Alckmim contorceu, contorceu, e nada de resposta. Já teve um partido assim no país, que, quando durante muito tempo dizia que só eles eram os honestos, os bons...ninguém mais prestava. Pois é, o cara mais honesto do país já foi condenado na segunda instância, ficou inelegível, ficha suja...se tio Palloci, vulgo o Italiano, abrir o bico e mostrar provas, a pena do cara dos 12 anos vai passar pra mais de 30. A Juiza SELMA é a melhor candidata ao Senado, vai representar bem Mato Grosso e moralizar o Congresso Nacional. Congresso Nacional - a CASA DO POVO, precisa ser moralizada...uma nova safra de pessoas (novos senadores e deputados federais) tem que assumir e começar a escrever uma nova página na história política do país. Tudo novinho...zerado.

  • Edi
    30 Ago 2018 às 05:38

    A Doutora será a senadora do Estado, juntamente com o Procurador Mauro. Não acredito em pesquisas eleitorais. Não acredito que com tantas informações, o povo mato-grossense ainda tem coragem de eleger alguém como Jaime Campos. #mudabrasil

  • CHIRLEY GALLI
    30 Ago 2018 às 00:17

    E O SITE que publicou a reportagem de forma a caluniar e difamar a minha FAMILIA responderá por isso.

  • Luciano
    29 Ago 2018 às 22:53

    Quer virar política, tem que saber dançar conforme a música dos profissionais políticos, deveria ter ficado na magistratura, seria uma melhor contribuição na minhaisera opinião. Serviria melhor a população

  • manoel costa
    29 Ago 2018 às 22:45

    É PEDRO TAQUES GOVERNADOR NILSON LEITÃO SENADOR E ALCKMIN PRESIDENTE E VAMOS QUE VAMOS

  • Paulo
    29 Ago 2018 às 22:42

    ESSE NILSON LEITÃO É UM COVARDE..... O POVO DE MATO GROSSO TEM QUE VER ISSO..... A DOUTORA SELMA FEZ MUITO PELA POPULACAO DESSE ESTADO E AGORA VEM ESSE POLITICO CITADO EM ESCANDALOS ACHAR QUE PODE FAZER O QUE QUISER..... DOUTORA SELMA O POVO ESTÁ COM VC..... VAMOS PARA CIMA..... ESSE LEITÃO PODE TER UMA HORA DE PROPAGANDA QUE NÃO VAI SER ELEITO..... DEVE TÁ RASGANDO DINHEIRO PARA CONSEGUIR VOTO.... IDEM JAIME..... #SOMOSTODOSSELMAARRUDA

  • Areal
    29 Ago 2018 às 22:30

    Joaoderondonopolis selma cravou sua derrota quando se uniu a bolsonaro e victorio galli

  • Vidal
    29 Ago 2018 às 22:18

    Como diz o ditado, passarinho que se mistura com morcego acaba dormindo de cabeça pra baixo.

  • Servidor público
    29 Ago 2018 às 21:19

    Nem selma nem Galli serão eleitos em 2018

Sitevip Internet