Olhar Direto

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Política MT

Não pediu voto

Taques se desculpa com Selma e diz que crise de Leitão com magistrada será resolvida por advogados

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Da Reportagem Local - Érika Oliveira

31 Ago 2018 - 11:48

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Taques se desculpa com Selma e diz que crise de Leitão com magistrada será resolvida por advogados
O governador Pedro Taques (PSDB) se desculpou, por meio da imprensa, com a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), candidata ao Senado em sua chapa, por não ter tido, segundo ele, tempo para pedir voto a ela durante suas considerações finais no debate ocorrido na TV Gazeta, durante esta tarde. O candidato a reeleição também disse que a crise entre o deputado federal Nilson Leitão e magistrada já foi superada e que o assunto está sendo resolvido por advogados.

Leia mais:
Taques vê debate positivo, mas critica Mauro por não responder sobre redução em secretarias


“Não deu tempo. Quero pedir voto para a juíza Selma e para o Nilson Leitão, os dois candidatos ao Senado na nossa chapa. Ali no debate não deu tempo”, explicou ao ser questionado sobre o fato por jornalistas.

O tucano também afirmou que a crise vivida por seus dois candidatos ao Senado já está superada e que não cabe a ele discutir sobre a questão de tempo de cada um no horário eleitoral gratuito.  

“Não tem crise e este conflito já está resolvido. Isso ai são os advogados que estão vendo e não me cabe, como candidato a reeleição entrar nesta questão do tempo de TV”, afirmou.

Nos últimos dias, a relação de Nilson Leitão e Selma Arruda, que já não era a das melhores desde a oficialização da chapa, piorou após a juíza ameaçar ingressar na Justiça Eleitoral por ter menor tempo no programa gratuito.

A divisão do tempo da coligação "Segue em Frente Mato Grosso” tem 1 minuto e 39 segundos para os candidatos ao Senado. O tucano tem 42 segundos e Selma apenas sete. Todos os partidos juntos dispõem de mais 50 segundos que serão divididos entre ambos, assegurando mais 25 segundos para cada candidato.

Em reunião na tarde de quarta-feira (29), os presidentes estaduais do PSDB e do PSL, Paulo Borges e Victório Galli disseram que Selma e Leitão vão se reunir nas próximas horas para decidir a questão do tempo de TV.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet