Olhar Direto

Segunda-feira, 19 de abril de 2021

Notícias / Política MT

Operação Catarata

Mauro critica “papagaiada” em caravana de Taques e promete mudar formato

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo

03 Set 2018 - 17:25

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mauro critica “papagaiada” em caravana de Taques e promete mudar formato
O ex-prefeito de Cuiabá e candidato ao governo do Estado, Mauro Mendes (DEM), lamentou o fato de que, novamente, denúncias de escândalo na gestão de Pedro Taques (PSDB) tenham motivado mais uma operação, desta vez por parte do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). Além disto, afirmou que o atual chefe do Executivo faz “papagaiada” com o dinheiro que é investido no projeto e que não o manteria neste formato.

Leia mais:
Fávaro afirma que falta de recursos em MT não é culpa da crise: “falta de capacidade”
 
“É lamentável que mais uma vez tenhamos notícias de desvios e comportamentos que não são éticos nesta administração que esperávamos muito. É mais uma frustração de nós mato-grossenses que acreditamos que este poderia ser, minimamente, um governo ético”, comentou Mauro Mendes durante um encontro com os candidatos, proposto pela Famato.
 
Mauro ainda criticou o formato atual da Caravana da Transformação e prometeu mudanças: ”Com estes desvios, certamente não manteria. Podemos prestar serviço de saúde itinerante, melhorar. Existem formas mais baratas e eficientes, sem papagaiada, gastos desnecessários com diárias, tendas. É muita propaganda e pouco dinheiro aplicado naquilo que é o objetivo”, explicou.
 
O democrata ainda explicou como deve ser o novo formato de sua gestão: “Podemos usar o princípio da saúde móvel para facilitar alguns acessos, mas não neste formato, muito menos com estes desvios”.
 
Operação
 
Agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso e São Paulo cumpriram mandados de busca de apreensão na Secretaria de Estado de Saúde e na empresa 20/20, no nome de Fábio Vieira da Silva, localizada em Ribeirão Preto (SP). A operação foi batizada de 'Catarata'.
 
De acordo com o coordenador do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público, promotor de Justiça Mauro Zaque, o objetivo da operação é apurar “fatos graves na execução do contrato da Caravana da Transformação no tocante aos serviços de oftalmologia”.
 
Os mandados de busca e apreensão foram deferidos pela juíza Célia Vidotti em ação cautelar proposta pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá.
 
Caravana
 
A Caravana da Transformação foi implantada pelo governador Pedro Taques (PSDB), em 2016. O principal objetivo é zerar as filas de cirurgias oftalmológicas em todo o estado. Ao todo, já foram 14 edições. O chefe do Executivo e candidato à reeleição tem falado com orgulho sobre o programa em suas entrevistas e debates.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet