Olhar Direto

Quinta-feira, 15 de abril de 2021

Notícias / Política MT

​Selma volta ao horário eleitoral e foca corrupção; candidatos abordam independência

Da Redação - Lucas Bólico

07 Set 2018 - 12:32

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

​Selma volta ao horário eleitoral e foca corrupção; candidatos abordam independência
A candidata Selma Arruda (PSL) voltou à televisão nesta sexta-feira (7), após conseguir na Justiça retomar seu tempo no horário eleitoral, e abordou combate à corrupção como principal bandeira. Com tempo curto, mostrou imagem de notícias sobre sua atuação como magistrada e retirou a parte que chamava os eleitores para irem às redes sociais para descobrirem porque “não querem” que conheçam ela e Jair Bolsonaro (PSL).

Leia também:
Justiça devolve tempo de TV para juíza Selma e estipula multa de R$ 50 mil por descumprimento
 
Nilson Leitão (PSL), colega de chapa de Selma, também abordou o combate à corrupção como temática de seu programa. Ele defendeu que é necessário “passar o Brasil a limpo”, apesar de parecer que a corrupção não tem fim. “Está na hora de virar a página e construir um futuro para o pais”, sustentou.
 
Jayme Campos (DEM), líder nas pesquisas, mostrou depoimento de eleitores defendendo seu trabalho.
 
Independência
 
No dia da Independência da República, parte dos candidatos ao Senado abordou o tema no horário eleitoral. Com o tom mais crítico, a ex-reitora da UFMT Maria Lucia Cavali Neder (PCdoB) questionou o que se o Brasil pode comemorar independência tendo Michel Temer (MDB) como presidente da República e afirmou que o Governo Federal está vendendo riquezas do país e tirando a soberania e o respeito à vontade popular.
 
Adilton Sachetti (PRB) destacou que a educação é a garantia de independência de destacou trabalhar por escolas de tempo integral e cursos profissionalizantes. No restante do tempo, Sachetti voltou a exibir uma gravação do senador e ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PR). “Esse é o homem certo para ficar no meu lugar no Senado Federal”, disse Maggi.
 
Fávaro também destacou a educação como garantia de independência e citou a importância de cursos profissionalizantes, conhecimento e trabalho para o cidadão ter as rédeas da própria vida.
 
Tempo curto

Entre os candidatos com menos tempo, Procurado Mauro (Psol) chamou os eleitores para as redes sociais, Waldir Caldas (Novo) voltou a defender o fim do horário eleitoral e Sebastião Carlos (Rede) pontuou que tem propostas para reformas tributária e fiscal.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet