Olhar Direto

Quarta-feira, 25 de maio de 2022

Notícias | Política MT

Rebateu

Advogado de Mauro desmente e afirma que Wellington é réu no STF

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Advogado de Mauro desmente e afirma que Wellington é réu no STF
O advogado Rodrigo Cyrineu, coordenador jurídico da campanha do candidato a governador Mauro Mendes (DEM), desmentiu as informações lançadas à imprensa e na propaganda eleitoral pelo adversário na disputa deste ano, Wellington Fagundes (PR). Segundo ele, o senador se tornou réu em fevereiro deste ano por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Leia mais:
Wellington aponta ‘Comitê da Maldade’ e juiz suspende propaganda de Mauro Mendes
 
Em nota, Cyrineu explica que Wellington tem dito que uma das inserções de Mauro na campanha foi suspensa pela Justiça por ter mentido ao dizer que ele era réu no Supremo Tribunal Federal (STF).
 
Porém, de acordo com o advogado, Wellington está completamente equivocado sobre tal informação, uma vez que é de conhecimento público que o mesmo se tornou réu em fevereiro deste ano por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por decisão da Primeira Turma do STF.
 
"O fato de Wellington ser réu foi noticiado no próprio site do STF. Não é uma alegação nossa, é um fato inconteste. Repito: a própria assessoria de imprensa do Supremo veiculou uma matéria sobre isso, assim como a imprensa regional e veículos de máxima credibilidade a nível nacional, como O Globo, G1 e Estadão. Estão todos mentindo? A Corte Suprema e toda a imprensa do Brasil está faltando com a verdade e só a versão do candidato Wellington é fidedigna?", questionou Cyrineu.
 
O advogado explicou que a suspensão da propaganda ocorreu por conta do entendimento do juiz eleitoral Mário Kono, uma vez que foi acolhida a alegação de Wellington de que o seu crescimento patrimonial de 1200% não ocorreu apenas por conta da atividade política.
 
"Já quanto ao fato de Wellington ser réu, o juiz deixou claro na decisão que não vislumbrou fato inverídico. E não poderia ser diferente. Réu, segundo o CNJ, é o cidadão que tem contra si denúncia recebida pelo Poder Judiciário, e não há como negar isso no tocante ao candidato ao Governo. Não há nenhuma inverdade na afirmação e não existe nenhuma decisão do TRE/MT no sentido de que tal assertiva seja inverídica", afirmou Cyrineu.

No começo da semana, Mendes teve outra propaganda contra Wellington suspensa pelo mesmo magistrado quando acusou o seu adversário de ser réu no Supremo Tribunal Federal e sobre as declarações de bens de Fagundes.

Neste caso, houve um pedido de direito de resposta, ainda a ser julgado pela Justiça Eleitoral. A defesa de Wellington diz ter demonstrado em juízo que não é réu no STF e também que sua evolução patrimonial apontada era uma mentira, conforme demonstrado em Imposto de Renda.

Outro lado

Em nota, a defesa de Wellington Fagundes afirma que "o candidato Wellington Fagundes não é réu no STF, como vem declarando o candidato Mauro Mendes. Embora tenha sido recebida uma denúncia contra ele, houve a interposição de embargos de declaração (recurso) em face dessa decisão, e , portanto, o mesmo não se tornou Réu, conforme atestou o próprio STF ao certificar que não há nenhum processo contra o senador na Corte".



A notícia citada pelo advogado de Mauro Mendes pode ser conferida AQUI.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet