Olhar Direto

Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Notícias / Política MT

Procurador diz não acreditar em pesquisas e que vê em aceitação nas ruas a chance de vencer

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

30 Set 2018 - 14:14

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Procurador diz não acreditar em pesquisas e que vê em aceitação nas ruas a chance de vencer
O candidato ao Senado Procurador Mauro (Psol) disse não acreditar nas pesquisas divulgadas em todo o Estado até então e afirmou que a aceitação que está recebendo das pessoas nas ruas é o maior termômetro para sua chance de vitória nas urnas na eleição que acontece no dia 7 de outubro.

Leia também
Pesquisa Access mostra Fávaro na disputa com Selma pela segunda vaga ao Senado


Mesmo figurando sempre entre os três primeiros colocados em algumas das pesquisas, o Procurador da Fazenda Nacional e cantor declarou que os números apresentados até então não são confiáveis e não refletem o que está vendo nas ruas durante sua campanha.

“Nesta eleição o que temos visto nas ruas, e eu que sou um crítico de pesquisas, vej os resultados conflitantes. Tem pesquisa que o resultado dá a diferença entre um e outro de 14 pontos. Então com esses resultados conflitantes, acho que não dá para confiar. O que acredito mesmo é a aceitação que nós estamos tendo nas ruas, nas redes sociais. Vejo que vamos chegar no dia 7 de outubro com muita chance de conseguir a vitória”, disse em coletiva de imprensa ao lado do presidente nacional do partido Juliano Medeiros nesta quinta-feira (27).

O socialista também criticou os ataques a sua candidatura com as famosas ‘fake news’ e vídeos apócrifos sendo divulgados em redes sociais e em grupos de WhatsApp. De acordo com o candidato, algumas medidas judiciais já foram tomadas, mas vem combatendo o caso com propostas a população.

“Vemos que os problemas das chamadas ‘fake news’ é um problema internacional. Aqui nós sofremos com isso em 2016 e estamos sofrendo também nestas eleições. Em algumas situações nós tomamos medidas judiciais. Temos trabalhado bastante respondendo com nossas propostas e com uma grande tranqüilidade por que a nossa candidatura muito representa o que nós somos”, explicou.

Esta já é a sétima vez que Procurador Mauro se candidata a um cargo eletivo desde 2016. Em 2014, disputando uma vaga na Câmara Federal, ele conseguiu mais de 84 mil votos no estado, mas acabou não sendo eleito porque o Psol não conseguiu atingir o quociente eleitoral do estado.

Já em 2016, concorrendo ao cargo de prefeito de Cuiabá, Mauro que começou disparado nas pesquisas, acabou ficando em terceiro colocado, com 71,3 mil votos.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet