Olhar Direto

Segunda-feira, 02 de agosto de 2021

Notícias | Política MT

troca de ataques

“Especialista em obras paradas" e “carreirista”: Mendes e Fagundes polarizam na reta final

Foto: Olhar Direto

“Especialista em obras paradas
O candidato ao Governo de Mato Grosso Wellington Fagundes (PR) conseguiu, na reta final deste primeiro turno, escantear o governador Pedro Taques (PSDB) e assumiu o pólo oposto ao de Mauro Mendes (DEM), candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto. O senador republicano assistiu durante a pré-campanha e o início da disputa eleitoral a uma grave troca de acusações entre Mendes e Taques, até pouco tempo aliados. Com o tempo, foi ocupando o espaço do tucano e agora protagoniza os principais embates com o democrata.

Leia também:
Isolado, Pedro Taques vê adversários digladiarem no último debate antes do 1º turno
 
Ao final do debate da TVCA, realizado na noite da última terça-feira (2), Taques já se queixou de não ter sido muito perguntado. No encontro da manhã desta quinta-feira (4), realizado pela Rádio Centro América, a fórmula se repetiu.  O tucano sequer foi citado no primeiro bloco do programa e só pode responder sua primeira questão no segundo bloco, quando jornalistas indagaram os candidatos.
 
No embate entre Wellington Fagundes e Mauro Mendes, cada um tenta colar uma pecha no outro. Mauro, que trabalha na perspectiva de uma possível eleição em primeiro turno, acusa Fagundes de ser um político carreirista. Sugere ainda que o adversário tem perfil para o Legislativo e diversas vezes o comparou com Pedro Taques, que deixou mandato no Senado no meio para assumir o Paiaguás.
 
Já Fagundes tem como parte de sua estratégia mostrar para o eleitor o que já ajudou a construir em Mato Grosso com emendas parlamentares que trouxe graças a sua atuação em Brasília. Ao mesmo tempo, tenta rotular Mauro Mendes como um ex-prefeito que deixou muitas obras inacabadas em Cuiabá.
 
No debate desta quinta, Fagundes, em pergunta a Mendes, afirmou que Mato Grosso é campeão em obras paradas, dando a chance de o adversário criticar a atual gestão. O ex-prefeito prometeu montar uma equipe eficiente para retomar as obras o quanto antes e criticou: “obra parada é desrespeito ao dinheiro público”.
 
A frase de Mauro foi a deixa que Wellington esperava para atacá-lo. “O candidato disse que é falta de respeito com o recurso público deixar obras paradas e verdadeiramente. Aqui nós temos dois [candidatos] que tiveram a oportunidade de ser Executivo. O atual governador e o candidato Mauro, que foi prefeito. E obras inacabadas são especialidades dos dois”, arrematou.
 
Com direito à tréplica, Mendes chamou o adversário de político carreirista e lembrou derrotas passadas do republicano em disputas para o Executivo. “O candidato Wellington Fagundes tem 28 anos de experiência no Legislativo. O candidato Wellington Fagundes se candidatou duas vezes para prefeito de Rondonópolis e o povo de Rondonópolis, que está nos acompanhando nesse momento, sabe, ele não tem característica, ele não conhece do Executivo. Ele conhece muito porque 28 aos de mandato, é o típico político carreirista, aquele que vive da política, ele fala que fez tudo através das emendas e ele falta com a verdade quando ele fala da minha administração, que ele não conhece. fui aprovado por 80% dos eleitores cuiabanos”, rebateu.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet