Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

​Coligado com PT

WF diz que ouvirá partido antes de definir apoio para presidente em 2º turno

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

WF diz que ouvirá partido antes de definir apoio para presidente em 2º turno
O senador Wellington Fagundes (PT), candidato ao governo de Mato Grosso, afirmou que irá esperar a confirmação do cenário de um eventual segundo turno na corrida presidencial e irá dialogar com seu partido antes de tomar qualquer decisão sobre apoio.

Leia também:
“Vou apoiar o Bolsonaro, está decidido”, diz Taques sobre segundo turno
 
O republicano, que se coligou com o PT em Mato Grosso, aproveitou para criticar adversários que já declararam apoio em um eventual segundo turno entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).  “Isso é um oportunismo, que bem demonstra o caráter dos meus adversários. Aliás, aliam-se hoje e depois se torna inimigo apenas para ser conveniente. Fazem qualquer negócio para ganhar uma eleição, num completo desrespeito a você eleitor”, frisou.
 
Fagundes lembrou que nos últimos dias tem surgido muitas informações distorcidas e pediu que o eleitor fique atento para não ser enganado. Citou como exemplo informações que circularam sobre o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, de que supostamente integraria a equipe de Fernando Haddad, caso fosse eleito. “Isso nunca aconteceu, nunca se falou disso. Não é verdade”, afirmou.
 
Para Fagundes, a definição sobre um possível segundo turno precisa ser amplamente debatida. “Vou ouvir todos que estão na coligação para tomar uma decisão. Não vou tomar decisão isolada. E, claro, seguindo primeiro a orientação do meu partido”, disse o candidato, após debate realizado pela Radio Centro América na manhã desta quinta-feira (4). Na ocasião, ele pediu que os eleitores votem no dia 7 de forma consciente, sem ser levados pela pressão.
 
Com longo histórico partidário, Wellington lidera uma coligação formada por 10 partidos. São eles: PR, PMN, PROS, PC DO B, PODEMOS, PP, PT, PV, PRB E PTB.  “Estamos vivendo um momento muito delicado e o eleitor precisa avaliar muito bem o que quer para o nosso país e para o nosso Estado”, frisou.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet